SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número6Qualidade do modelo digital de elevação na acurácia do mapeamento digital de solosMapeamento da capacidade de uso da terra em condições tropicais adaptando critérios a diferentes níveis de manejo agrícola índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

FAJARDO, Cristiane Gouvêa; COSTA, Daniel Ferreira da; CHAGAS, Kyvia Pontes Teixeira das  e  VIEIRA, Fábio de Almeida. Diversidade genética em populações de Hancornia speciosa Gomes: Implicações para a conservação dos recursos genéticos. Ciênc. agrotec. [online]. 2018, vol.42, n.6, pp.623-630. ISSN 1981-1829.  https://doi.org/10.1590/1413-70542018426019018.

A contínua fragmentação das florestas tem sido uma ameaça à manutenção dos recursos genéticos. A diversidade genética é fundamental para a sobrevivência das espécies em ambientes naturais a longo prazo, além de ser a base para o melhoramento genético. O objetivo deste estudo foi avaliar a diversidade genética em populações naturais de Hancornia speciosa e contribuir para o desenvolvimento de estratégias de conservação. Foram amostrados 105 indivíduos de H. speciosa, distribuídos em sete populações. Os marcadores ISSR (Entre Sequências Simples Repetida) forneceram 70 loci, dos quais 81% foram polimórficos. A diversidade genética média de Nei (h) foi de 0,19 e o índice de Shannon (I) foi de 0,27. Os índices de diversidade h e I variaram respectivamente de 0,16 a 0,24 na população de PAD (Parque das Dunas) e de 0,21 a 0,29 na população de MAC (Macaíba). De acordo com a análise bayesiana, os genótipos foram divididos em quatro grupos (K = 4). Os padrões observados para diversidade alélica indicaram a ocorrência de gargalo genético em todas as populações, de acordo com o modelo de passos de mutação (SMM). O modelo do alelo infinito (IAM) revelou um desequilíbrio entre a mutação e a deriva genética apenas na população de PAD. Estratégias de conservação genética para H. speciosa devem abranger cada grupo genético diferencialmente estruturado. Recomendamos a conservação in situ e a criação de bancos de germoplasma, especialmente com a população PAD que demonstrou a menor diversidade genética e decréscimo no tamanho efetivo da população conforme os dois modelos mutacionais.

Palavras-chave : Apocynaceae; estrutura genética; gargalo genético; ISSR; mangabeira.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )