SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número57Desperdício da experiência e precarização da vida: momento político contemporâneo da resposta brasileira à aidsProjeto terapêutico em Saúde Mental: práticas e processos nas dimensões constituintes da atenção psicossocial índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Interface - Comunicação, Saúde, Educação

versão impressa ISSN 1414-3283versão On-line ISSN 1807-5762

Resumo

SANTOS, Vivian Albuquerque Abreu dos; SOUZA, Fabiana Barbosa Assumpção de  e  CUNHA, Fátima Teresinha Scarparo. Organizações Não Governamentais de tuberculose do Rio de Janeiro, Brasil: motivações e vínculos na primeira década do século XXI. Interface (Botucatu) [online]. 2016, vol.20, n.57, pp.305-312.  Epub 22-Jan-2016. ISSN 1807-5762.  https://doi.org/10.1590/1807-57622015.0124.

Trata-se de pesquisa qualitativa realizada com representantes de Organizações Não Governamentais (Fórum ONGs/TB) no Rio de Janeiro, Brasil, para compreender as motivações desses sujeitos ao se afiliarem ao Fórum. A análise de discurso possibilitou entender que o risco de adoecimento ou morte por TB ganhou magnitude com o evento da coinfecção HIV/aids – TB, gerando ações de cooperação entre Estado e sociedade, referenciando a necessidade de se reduzirem os riscos de infecção por tuberculose. No Brasil, o surgimento da aids entre 1980 e 1990 mobilizou uma parte da sociedade civil organizada diferente da que hoje se mobiliza contra a TB. Atualmente, há tensões de sentido acerca do que deseja o grupo de pessoas afetadas pela tuberculose – os representantes das ONGs – e do que se defende. Portanto, são necessários mais estudos para compreender a participação desses grupos frente à tuberculose.

Palavras-chave : Tuberculose; Organizações Não Governamentais; Participação social.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )