SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número2A família durante a internação hospitalar da criança: contribuições para a enfermagemDivergências em relação aos cuidados com o recém-nascido no centro obstétrico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Escola Anna Nery

versão impressa ISSN 1414-8145

Resumo

AMARAL, Jesislei Bonolo do; RESENDE, Taciana Alves; CONTIM, Divanice  e  BARICHELLO, Elizabeth. Equipe de enfermagem diante da dor do recém-nascido pré-termo. Esc. Anna Nery [online]. 2014, vol.18, n.2, pp.241-246. ISSN 1414-8145.  https://doi.org/10.5935/1414-8145.20140035.

Este estudo objetivou caracterizar a equipe de enfermagem e identificar as formas de avaliação e manejo da dor do recém-nascido (RN) prematuro.

Métodos:

Estudo exploratório-descritivo realizado na Unidade de Cuidado Intensivo Neonatal (UTIN) e Unidade de Cuidado Intermediário em um hospital Universitário em Uberaba-MG. Participaram do estudo 42 profissionais de enfermagem.

Resultados:

33 (78,6%) técnicos de enfermagem e 9 (21,4%) enfermeiros; 13 (31%) tinham entre 26 e 30 anos de idade e eramo do sexo feminino. Todos os profissionais concordaram sobre a capacidade do RN de sentir dor. O choro, 42 (100%); face, 40 (95,2%); e frequência cardíaca, 39 (92,8%), foram os parâmetros de avaliação mais mencionados. As condutas citadas foram as não farmacológicas.

Conclusão:

A equipe acredita na capacidade do RN de sentir dor, articulada aos indicadores fisiológicos com os comportamentais, porém há necessidade de capacitação sobre o tema.

Palavras-chave : Enfermagem pediátrica; Dor; Recém-nascido.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )