SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número8Doses de potássio por gotejamento no estado nutricional do maracujazeiroGeração de zonas de manejo para cafeicultura empregando-se sensor SPAD e análise foliar índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

versão On-line ISSN 1807-1929

Resumo

OLIVEIRA, Francisco de A. de et al. Desempenho de cultivares de alface submetidas a diferentes níveis de salinidade da água de irrigação. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online]. 2011, vol.15, n.8, pp.771-777. ISSN 1807-1929.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662011000800002.

Este trabalho foi desenvolvido em ambiente protegido objetivando avaliar o desempenho de cultivares de alface em condições de salinidade. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, e os tratamentos foram distribuídos em esquema fatorial 5 x 5, com cinco cultivares de alface (Mônica SF31, Grandes Lagos 659, Veneranda, Folha Roxa Quatro Estações e Stella) e cinco níveis de salinidade de água (0,5; 1,5; 2,5; 3,5 e 4,5 dS m-1) e três repetições. As plantas foram colhidas aos 35 dias após o transplantio e avaliados as principais características morfofisiológicas de crescimento: número de folhas, área foliar, comprimento do caule, massa fresca e massa seca das plantas. Verificou-se efeito significativo dos fatores isolados e da interação, para todas as características de crescimento. O maior desempenho foi obtido na cultivar Folha Roxa Quatro Estações. O número de folhas, a área foliar e a fitomassa da parte aérea, foram reduzidos linearmente com o aumento da salinidade, sendo os maiores valores obtidos nas cultivares Folha Roxa Quatro Estações e Stella.

Palavras-chave : Lactuca sativa L.; estresse salino; recursos hídricos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons