SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número2Utilização da polpa de batata residual em snacks como perspectiva de redução do impacto ambiental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

versão On-line ISSN 1807-1929

Resumo

GUIMARAES, Mércia C. da C. et al. Efeito da estação do ano sobre o desempenho produtivo de codornas no semiárido paraibano. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online]. 2014, vol.18, n.2, pp.231-237. ISSN 1807-1929.  https://doi.org/10.1590/S1415-43662014000200015.

Objetivou-se, com este trabalho, avaliar o efeito das estações chuvosa e seca no desempenho produtivo e na qualidade dos ovos de codorna no semiárido paraibano. Utilizaram-se 2.400 codornas das linhagens japonesa (Coturnix coturnix japonica) e europeia (Coturnix coturnix coturnix), com 60 dias de idade no início e 150 dias ao final. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, esquema fatorial 2 x 2 x 3 correspondendo às duas linhagens, duas estações e três meses, com 12 repetições. Mensurou-se a temperatura ambiente, umidade relativa do ar, velocidade do vento, carga térmica radiante e o índice de temperatura de globo negro e umidade, durante 24 h por dia e se avaliaram o consumo de ração, produção de ovos, conversão alimentar por massa e por dúzia de ovos. Para qualificação do ovo foram mensuradas as variáveis: peso do ovo, peso do albúmen, peso da gema, peso da casca e espessura da casca. O desempenho produtivo das aves foi melhor na estação chuvosa quando foram registrados os melhores índices de conforto térmico e as aves da linhagem japonesa foram mais eficientes quanto às características quantitativas dos ovos do que a europeia.

Palavras-chave : ambiente térmico; cotornicultura; produção de ovos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons