SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número5Desenvolvimento e acúmulo de macronutrientes em plantas de milho biofertilizadas com manipueiraSaturação do complexo de troca de solos oxídicos com sódio índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

versão On-line ISSN 1807-1929

Resumo

FREIBERGER, Mariângela B. et al. Nutrição inicial do pinhão-manso e balanço de potássio no sistema solo-planta. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online]. 2014, vol.18, n.5, pp.495-500. ISSN 1807-1929.  https://doi.org/10.1590/S1415-43662014000500005.

Objetivou-se, neste trabalho, avaliar a nutrição mineral e a resposta do pinhão-manso à adubação potássica, bem como se a espécie pode absorver K da fração não-trocável do solo. O estudo foi conduzido em estufa plástica, em blocos casualizados com quatro repetições. Plantas de pinhão-manso foram cultivadas em vasos plásticos preenchidos com 50 dm3 de um Latossolo Vermelho Escuro testando-se as doses de 0, 40, 80, 120 e 160 mg K dm-3 do solo; após 150 dias do plantio foram mensurados altura, diâmetro de colo e área foliar das plantas e se determinou massa seca, teores foliares e acúmulo total de macro e micronutrientes, além dos teores de K trocável e K não-trocável do solo. O balanço do K no sistema solo-planta também foi calculado. O aumento da adubação potássica resulta em maior absorção de K, Ca e Mn mas não altera a produção de massa seca total do pinhão-manso. A espécie é capaz de disponibilizar e absorver K da fração não-trocável do solo.

Palavras-chave : Jatropha curcas; dinâmica de absorção; K não-trocável.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons