SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número11Densidade amostral de solo e recomendação de calcário em um Latossolo VermelhoDeterminação do fator de cobertura e dos coeficientes da MUSLE em microbacias no semiárido brasileiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

versão On-line ISSN 1807-1929

Resumo

BATTISTI, Rafael  e  SENTELHAS, Paulo C.. Nova abordagem para recomendação de datas de semeadura na cultura da soja: Estudo de caso. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online]. 2014, vol.18, n.11, pp.1149-1156. ISSN 1807-1929.  http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v18n11p1149-1156.

O objetivo deste trabalho foi apresentar uma nova metodologia para a recomendação das datas de semeadura para a cultura da soja no Brasil, considerando-se as condições climáticas e a produtividade. Definem-se, primeiro, as datas de semeadura em que não há ocorrência de temperatura do ar acima de 40 °C ou abaixo de 1 °C em pelo menos 80% dos anos e com disponibilidade maior que 60% da demanda hídrica da cultura na fase de estabelecimento em mais de 50% dos anos. Para as datas aptas foi estimada a produtividade da cultura por meio do modelo da zona agroecológica FAO. Se a produtividade superar o custo de produção em mais de 80% dos anos e a temperatura média do ar durante o ciclo da cultura for entre 20 e 30 °C, a data é classificada apta e marginal quando a produtividade estimada supera o custo de produção entre 60 e 80% dos anos ou a temperatura média não está entre 20 e 30 °C. Se esses níveis probabilísticos não são alcançados a data de semeadura é classificada inapta. Como estudo de casos, a metodologia foi aplicada para as localidades de Cruz Alta (RS), Jatai (GO) e Balsas (MA) de modo a ser comparada com a metodologia do zoneamento agrícola atualmente em uso no Brasil. Com esses procedimentos propostos para recomendar as datas de semeadura da soja é possível gerar informações mais acuradas, minimizando o risco climático para a produção desta cultura.

Palavras-chave : Glycine max; risco climático; zoneamento agrícola; modelo agrometeorológico; custo de produção.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons