SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número3Risco anual da infecção tuberculosa no Distrito Federal (Brasil)Fatores ergonômicos de risco e de proteção contra acidentes de trabalho: um estudo caso-controle índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Epidemiologia

versão impressa ISSN 1415-790Xversão On-line ISSN 1980-5497

Resumo

PERIM, Eduardo Brás  e  PASSOS, Afonso Dinis Costa. Hepatite B em gestantes atendidas pelo Programa do Pré-Natal da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto, Brasil: prevalência da infecção e cuidados prestados aos recém-nascidos. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2005, vol.8, n.3, pp.272-281. ISSN 1980-5497.  https://doi.org/10.1590/S1415-790X2005000300009.

OBJETIVO: Estimar a prevalência do antígeno de superfície do vírus da hepatite B (HBsAg) entre as gestantes atendidas pelo Programa do Pré-Natal da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto, Brasil, e avaliar os cuidados prestados no pós-parto imediato aos recém-nascidos filhos de mães portadoras deste antígeno. MÉTODOS: Foi realizado um estudo descritivo com 5.191 gestantes atendidas na rotina do pré-natal, através de dados provenientes do Laboratório Municipal de Patologia Clínica de Ribeirão Preto. As gestantes detectadas como portadoras do HBsAg tiveram o parto avaliado em termos da realização dos procedimentos preconizados de imunoprofilaxia para a hepatite B em recém nascidos (aplicação de vacina e de imunoglobulina). RESULTADOS: Foi encontrada uma prevalência de 0,5% (IC 95%: 0,3 - 0,7) de portadoras do HBsAg. Em 66,6 % dos partos de recém-nascidos de mães portadoras do antígeno foram realizados os procedimentos de imunoprofilaxia preconizados. A conduta foi inadequada em 25,0 % dos partos e não pôde ter a sua adequação definida nos 8,4% restantes. CONCLUSÕES: O grupo de gestantes estudado apresentou baixa endemicidade ao vírus da hepatite B. Embora com cobertura de 100% das gestantes atendidas, o screening para hepatite B não tem garantido assistência ideal aos recém-nascidos no que diz respeito à prevenção da transmissão vertical da doença.

Palavras-chave : Hepatite B; Gestantes; Prevalência; Imunoprofilaxia; Avaliação de programas de saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons