SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número1Padrões de comércio interestadual no Brasil, 1985 e 1997Ciclos econômicos regionais no Brasil de 1985 a 2002: uma introdução índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Economia Contemporânea

versão On-line ISSN 1980-5527

Resumo

RESENDE, Marco Flávio da Cunha. Troca intertemporal entre economias desenvolvidas e em desenvolvimento. Rev. econ. contemp. [online]. 2006, vol.10, n.1, pp.89-114. ISSN 1980-5527.  https://doi.org/10.1590/S1415-98482006000100004.

O modelo neoclássico de troca intertemporal conclui pelo aumento do bem-estar concomitantemente à solvência externa intertemporal nas economias que promovem a abertura financeira e comercial. Porém, tal modelo não considera a existência de diferenciais de produtividade entre economias, assumidos em diversas escolas econômicas tais como a ricardiana, cepalina e neo-schumpeteriana. Neste artigo buscou-se avaliar a adequação do citado modelo em relação a um mundo onde os diferenciais de produtividade entre economias estão presentes. Constatou-se a inadequação do modelo neoclássico de troca intertemporal quando os citados diferenciais de produtividade são considerados.

Palavras-chave : troca intertemporal; produtividade; economias (não) desenvolvidas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons