SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.125 issue3Posterior sagittal anorectoplasty in anorectal anomalies: clinical, manometric and profilometric evaluationEvaluation of early hospital discharge after allogeneic bone marrow transplantation for chronic myeloid leukemia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180On-line version ISSN 1806-9460

Abstract

BENSENOR, Isabela Martins et al. Acurácia do diagnóstico de anemia no exame clínico. Sao Paulo Med. J. [online]. 2007, vol.125, n.3, pp.170-173. ISSN 1806-9460.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802007000300008.

CONTEXTO E OBJETIVOS: A quantificação dos sinais do exame clínico como a presença de descoramento sugerindo anemia é um passo fundamental para o diagnóstico clínico. Avaliar dois métodos para o diagnóstico de anemia realizados por meio do exame físico-método de cruzes (+,++,+++,++++) e método de estimativa do valor de hemoglobina feito pelo médico ou estudante de medicina. Verificar se a acurácia desses métodos se relaciona com a experiência clínica. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: 44 médicos assistentes, residentes e estudantes de medicina selecionados de forma aleatória completaram o exame clínico de cinco pacientes com anemia leve a grave. MÉTODOS: Os examinadores utilizaram o método das cruzes em quatro níveis e, também estimaram o nível da hemoglobina. Ambos os métodos foram comparados com a hemoglobina medida (padrão-ouro). RESULTADOS: O valor estimado da hemoglobina se correlacionou melhor com a hemoglobina aferida por método automático do que a avaliação realizada pelo método das cruzes para as comparações realizadas entre médicos assistentes, residentes e alunos (coeficiente de correlação de Spearman respectivamente de 1,0, 1,0 e 0,9 para hemoglobina estimada e - 0,8, - 0,8 e - 0,7 para o método das cruzes). Não houve nenhuma diferença no valor estimado de hemoglobina entre os médicos assistentes, os residentes e os alunos. Entretanto, a correlação entre o valor estimado da hemoglobina e o método das cruzes somente foi positiva para os médicos assistentes, sugerindo algum tipo de melhora na avaliação da presença de anemia com a experiência clínica (p = 0,04). CONCLUSÕES: Este estudo mostrou que a estimativa do valor da hemoglobina pelo exame físico apresenta maior acurácia do que a avaliação pelo método de cruzes, considerando-se a medida automática de hemoglobina como padrão-ouro. A experiência clínica não melhora o diagnóstico de anemia.

Keywords : Anemia; Diagnóstico; Exame físico; Competência clínica; Hemoglobinas.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License