SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número6  suppl.2Substituição de Artemia sp. pelo rotífero Brachionus plicatilis na larvicultura do camarão-d'água-doce (Macrobrachium rosenbergii De Man, 1879)Desempenho de cordeiros alimentados com silagem de girassol ou de milho com proporções crescentes de ração concentrada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Zootecnia

versão impressa ISSN 1516-3598

Resumo

THOMAZ, Luciana Almada; OSHIRO, Lídia Miyako Yoshii; BAMBOZZI, Andrea Cecchetto  e  SEIXAS FILHO, José Teixeira de. Desempenho larval do camarão-d'água-doce (Macrobrachium rosenbergii De Man, 1879) submetido a diferentes regimes alimentares. R. Bras. Zootec. [online]. 2004, vol.33, n.6, suppl.2, pp.1934-1941. ISSN 1516-3598.  https://doi.org/10.1590/S1516-35982004000800003.

O desempenho das larvas de Macrobrachium rosenbergii submetidas a quatro diferentes regimes alimentares foi verificado utilizando a observação diária dos subestádios larvais e as primeiras metamorfoses. As larvas foram estocadas em densidade de aproximadamente 100 larvas.l-1, em 16 tanques retangulares, com capacidade de 33 litros. O experimento foi dividido em quatro unidades experimentais (blocos), nos quais foram testados quatro regimes alimentares na larvicultura em circuito aberto, com quatro repetições por tratamento. Os regimes alimentares substituindo progressivamente náuplio de Artemia sp. (nas) pelo rotífero Brachionus plicatilis (rots) foram os seguintes tratamentos: 100% Brachionus plicatilis (30 rots/mL) (T1); 100% Artemia (5 nas/ mL) (T2), 60% Artemia (3 nas/mL) + 40% Brachionus plicatilis (12 rots/ mL) (T3) e 40% Artemia (2 nas/mL) + 60% Brachionus plicatilis (18 rots/ mL) (T4), sendo adicionada a estes tratamentos ração úmida. Os resultados da mudança dos subestádios larvais demonstraram que não houve diferença significativa entre os tratamentos T2, T3 e T4. No tratamento T1 (100% Brachionus plicatilis) houve mortalidade total no 14º dia do experimento. O efeito da ocorrência das primeiras metamorfoses para pós-larvas, ocorreu ao 27º dia nos tratamentos T2, T3 e T4. Conseqüentemente, o ciclo de larvicultura até a metamorfose de 90% para pós-larva (PL1) foi o mesmo nos tratamentos (35 dias). Portanto, a utilização do rotífero enriquecido e congelado no regime alimentar das larvas permitiu desempenho satisfatório em termos de desenvolvimento larval de M. rosenbergii até a passagem para o estádio de pós-larva.

Palavras-chave : aqüicultura; alimentação; Brachionus plicatilis; camarão-d'água-doce; larvicultura; Macrobrachium rosenbergii.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons