SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número4Estabilidade aeróbia da ração total e de silagens de capim-marandu tratadas com aditivos químicos e bacterianosFotossíntese foliar do capim-xaraés [Brachiaria brizantha (A. Rich.) Stapf. cv. Xaraés] e modelagem da assimilação potencial de dosséis sob estratégias de pastejo rotativo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Zootecnia

versão impressa ISSN 1516-3598versão On-line ISSN 1806-9290

Resumo

CORREA, Luciano de Almeida et al. Efeito de fontes e doses de nitrogênio na produção e qualidade da forragem de capim-coastcross. R. Bras. Zootec. [online]. 2007, vol.36, n.4, pp.763-772. ISSN 1806-9290.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982007000400003.

A produção e a qualidade da forragem do capim-coastcross cultivado em Latossolo Vermelho Distroférrico foram avaliadas no período de novembro a abril dos anos de 1998-1999 e 1999-2000, em São Carlos, SP, sob clima tropical de altitude. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições, em parcelas subdivididas. Nas parcelas foram distribuídos dez tratamentos, organizados em esquema fatorial 2 x 5 (duas fontes de nitrogênio: uréia e nitrato de amônia; e cinco doses: 0, 25, 50, 100, 200 kg N/ha/corte, em cinco cortes consecutivos - medidas repetidas). Na análise, utilizaram-se o procedimento MIXED do SAS e o modelo misto usual para análises de medidas repetidas. A adubação nitrogenada aumentou a produção de MS, o teor de PB, a digestibilidade in vitro da MS e o teor de nitrato e reduziu os teores de MS e FDN na forragem do capim-coastcross. No primeiro ano, as doses de N associadas a 80% da produção máxima de forragem foram de 88 e 78 kg N ha/corte, correspondendo a produções de MS de 2.769 e 3.202 kg N/ha/corte, respectivamente, para uréia e nitrato de amônio. No segundo ano, as doses foram de 91 e 116 kg N/ha/corte e resultaram em produções de MS de 2.312 e 3.072.8 kg N/ha/corte, na mesma ordem.

Palavras-chave : gramínea tropical; nitrato de amônia; proteína bruta; valor nutritivo; uréia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons