SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número5Restrição alimentar qualitativa para suínos com elevado peso de abateValores nutricionais de milhos de diferentes qualidades para frangos de corte índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Zootecnia

versão impressa ISSN 1516-3598versão On-line ISSN 1806-9290

Resumo

GOULART, Cláudia de Castro et al. Exigência de lisina digestível para frangos de corte machos de 1 a 42 dias de idade. R. Bras. Zootec. [online]. 2008, vol.37, n.5, pp.876-882. ISSN 1806-9290.  https://doi.org/10.1590/S1516-35982008000500015.

Objetivou-se estimar as exigências nutricionais de lisina digestível de frangos de corte machos de 1 a 42 dias de idade. Utilizaram-se 1.950 pintos de corte Cobb (750 para a fase pré-inicial, 600 para a fase inicial e 600 para a fase de crescimento) com pesos iniciais de 45,1 ± 0,6; 160,5 ± 2,4 e 746,3 ± 10,7 g, respectivamente. As aves foram distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos, cinco repetições de 25 pintos por unidade experimental na fase pré-inicial e 20 nas fases inicial e de crescimento. Como tratamentos, uma ração basal deficiente em lisina foi suplementada com L-lisina.HCL de modo a conter seis níveis de lisina digestível: 1,10; 1,16; 1,22; 1,28; 1,34 e 1,40% na fase pré-inicial; 0,92; 0,98; 1,04; 1,10; 1,16 e 1,22% na fase inicial e 0,815; 0,875; 0,935; 0,995; 1,055 e 1,115% na fase de crescimento, respectivamente. As variáveis avaliadas foram: consumo de ração (CR), ganho de peso (GP), conversão alimentar (CA), peso e rendimento de carcaça e de cortes nobres, peso absoluto e relativo das vísceras comestíveis e gordura abdominal. Nas três fases, verificaram-se efeito linear dos níveis de lisina digestível sobre o consumo de ração e efeito quadrático sobre o ganho de peso e a conversão alimentar. Não houve efeito significativo dos níveis de lisina sobre os pesos absolutos de carcaça, coração e gordura abdominal, os rendimentos de carcaça, peito, coxa e sobrecoxa e os pesos relativos de coração, fígado, moela e gordura abdominal. No entanto, verificou-se efeito quadrático sobre os pesos absolutos de peito, coxa, sobrecoxa e fígado. Recomenda-se para frangos de corte machos 1,286; 1,057 e 1,009% de lisina digestível para as fases pré-inicial, inicial e crescimento, respectivamente.

Palavras-chave : aminoácidos; avicultura; desempenho; proteína ideal.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons