SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número2Propriedades psicométricas da versão em português do Brasil da Obsessive-Compulsive Inventory: Revised (OCI-R)Transtornos mentais comuns em Petrópolis-RJ: um desafio para a integração da saúde mental com a estratégia de saúde da família índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Psychiatry

versão impressa ISSN 1516-4446

Resumo

COSTA, Rafael Thomaz da et al. A eficácia da terapia cognitivo-comportamental para o tratamento do transtorno bipolar: um estudo controlado e randomizado. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2011, vol.33, n.2, pp.144-149.  Epub 18-Mar-2011. ISSN 1516-4446.  https://doi.org/10.1590/S1516-44462011005000008.

OBJETIVO: Estudos recentes sugerem que uma psicoterapia estruturada aplicada junto com a farmacoterapia pode alterar o curso do transtorno afetivo bipolar. Entretanto, poucos estudos investigam os resultados da terapia cognitivo-comportamental em grupo sobre este transtorno psiquiátrico. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a eficácia de 14 sessões de terapia cognitivo-comportamental em grupo concomitante à farmacoterapia para bipolares e comparar com a farmacoterapia sozinha. MÉTODO: Quarenta e um pacientes com transtorno bipolar I e II participaram do estudo e foram alocados aleatoriamente para um dos dois grupos; trinta e sete preencheram todas as escalas. Os sintomas de humor e ansiedade de todos os participantes foram acessados. A análise estatística foi utilizada para investigar se os grupos diferiam com relação aos dados demográficos e entre os escores pré-, durante e pós-tratamento (intra/intergrupos). RESULTADOS: Os participantes dos dois grupos mostraram-se similares nas características demográficas. A adição da terapia cognitivo-comportamental em grupo ao tratamento farmacológico foi efetiva. O grupo da terapia cognitivo-comportamental em grupo apresentou menos sintomas de mania, depressão e ansiedade, bem como uma redução na frequência e duração dos episódios de humor. CONCLUSÃO: As sessões de terapia cognitivo-comportamental em grupo foram especialmente importantes na melhora dos sintomas depressivos.

Palavras-chave : Transtorno bipolar; Terapia cognitiva; Depressão; Psicoterapia; Resultado de tratamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons