SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue3Adhesion to speech therapy according to the view of orthodontists and pediatric dentistsSchool performance of children with Specific Language Impairment: relations with metaphonological skills and short-term memory author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

On-line version ISSN 1982-0232

Abstract

ZUANETTI, Patrícia Aparecida; CORREA-SCHNEK, Andréa Pires  and  MANFREDI, Alessandra Kerli da Silva. Comparação dos erros ortográficos de alunos com desempenho inferior em escrita e alunos com desempenho médio nesta habilidade. Rev. soc. bras. fonoaudiol. [online]. 2008, vol.13, n.3, pp.240-245. ISSN 1982-0232.  https://doi.org/10.1590/S1516-80342008000300007.

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi comparar se crianças com baixo desempenho em escrita cometem mais erros ortográficos que crianças da mesma série com desempenho satisfatório nesta tarefa, e quais os tipos de erros ortográficos mais freqüentes. MÉTODOS: Participaram deste estudo 24 crianças da 2ª série do ensino fundamental de uma escola pública, avaliadas individualmente. O teste aplicado foi o subteste de escrita do Teste de Desempenho Escolar, composto por 34 palavras que são ditadas aos alunos. RESULTADOS: Os alunos com desempenho inferior em escrita cometeram significativamente mais erros ortográficos que o grupo com desempenho satisfatório. Os erros que tiveram diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos foram erros do tipo hipercorreção, dificuldade com marcadores de nasalização, relação fonografêmica irregular, omissões de sílabas e erros por troca de letras. Também houve correlação fortemente negativa entre erros ortográficos e desempenho em escrita. CONCLUSÕES: Quanto melhor o desempenho em escrita, menos erros ortográficos possui a elaboração gráfica do aluno. Os erros mais freqüentes no grupo com desempenho baixo, que os difere do outro grupo, dizem respeito aos erros de relação fonografêmica irregular, omissões de sílabas, dificuldade no uso de marcadores de nasalização, hipercorreção e erros por troca de letras. Com o avanço da capacidade de aprendizagem da criança, o desempenho ortográfico tende a melhorar.

Keywords : Linguagem infantil; Desenvolvimento da linguagem; Educação; Transtornos de aprendizagem; Estudos de linguagem; Ensino fundamental e médio.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License