SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número4Serviços de saúde mental para crianças e adolescentes no Brasil: estrutura, uso e desafiosComparação de métodos de regressão multivariada no estudo de determinantes da cárie dentária em crianças índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil

versão impressa ISSN 1519-3829

Resumo

ALMEIDA, Wanessa da Silva de  e  SZWARCWALD, Célia Landmann. Mortalidade infantil nos municípios brasileiros: uma proposta de método de estimação. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [online]. 2014, vol.14, n.4, pp.331-342. ISSN 1519-3829.  https://doi.org/10.1590/S1519-38292014000400003.

Objectivos:

propor um método para estimação do Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI) por município, levando em consideração a subenumeração de óbitos e a estimação do CMI em áreas de pequeno porte populacional.

Métodos:

o método foi desenvolvido a partir da estimação de fatores de correção de óbitos e nascidos vivos por município, no triênio 2009-2011, através de indicadores construídos para caracterizar a cobertura das informações vitais. Foi proposto um procedimento para verificar se o número corrigido de óbitos infantis atingiu o valor mínimo esperado de acordo com o porte populacional do município. No caso de insuficiência do fator de correção, foram usados os valores preditos de uma regressão multivariada para estimar o CMI.

Resultados:

os modelos de estimação dos fatores de correção das estatísticas vitais mostraram correlações inversas e significativas com os indicadores que caracterizam a cobertura dos dados vitais. Os valores preditos dos fatores de correção foram aplicados para todos os municípios localizados nos estados que não têm informações vitais completas. Em apenas 230 municípios, a correção foi considerada insuficiente.

Conclusões:

os achados evidenciam que existem, ainda, grandes problemas a superar, como as persistentes desigualdades relacionadas ao desenvolvimento socioeconómico, o acesso à assistência de saúde e à omissão da informação de óbito, que compromete o dimensionamento da situação local.

Palavras-chave : Mortalidade infantil; Municípios; Sub-registro; Análise de pequenas áreas; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )