SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Chave molecular para sete espécies brasileiras de Trichogramma (Hymenoptera: Trichogrammatidae) utilizando o sequenciamento da região ITS2 e análise de restriçãoEfeito da alternância de temperaturas no desenvolvimento e emergência de Trissolcus basalis (Wollaston) e Telenomus podisi Ashmead (Hymenoptera: Scelionidae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Neotropical Entomology

versão impressa ISSN 1519-566Xversão On-line ISSN 1678-8052

Resumo

NEVES, PEDRO M.O.J.; HIROSE, EDSON; TCHUJO, PAULO T.  e  MOINO JR, ALCIDES. Compatibilidade de fungos entomopatogênicos com inseticidas nicotinóides. Neotrop. Entomol. [online]. 2001, vol.30, n.2, pp.263-268. ISSN 1678-8052.  https://doi.org/10.1590/S1519-566X2001000200009.

O efeito fungitóxico, in vitro, de três inseticidas neonicotinóides, acetamiprid (Saurus 200 PS), imidacloprid (Confidor 700 GrDA) e thiamethoxam (Actara 250 WG) em três concentrações (RM = recomendação média para campo, 0,7 RM e 1,3 RM), foi avaliado sobre os fungos entomopatogênicos Beauveria bassiana, Metarhizium anisopliae e Paecilomyces sp. O efeito dos inseticidas sobre a germinação dos conídios, o crescimento vegetativo e a produção de conídios também foi avaliado. Os resultados mostraram que os produtos não afetaram a germinação dos conídios, com exceção do acetamiprid na maior concentração (1,3 RM) onde ocorreu uma inibição (P£0,05) de M. anisopliae. O crescimento vegetativo foi inibido nos tratamentos acetamiprid, nas três concentrações, para B. bassiana e M. anisopliae. Também no tratamento thiamethoxam, na concentração RM e 1,3 RM o crescimento vegetativo foi inferior à testemunha para B. bassiana. Para Paecilomyces sp. o crescimento vegetativo foi superior ao da testemunha para os tratamentos 0,7 RM e RM de acetamiprid, todas as concentrações de imidacloprid e as duas menores de thiamethoxam. A produção de conídios foi menor para o tratamento de acetamiprid na maior concentração (1,3 RM) para os fungos Paecilomyces sp. e M. anisopliae e para imidacloprid na maior concentração (1,3 RM) para Paecilomyces sp. Já thiamethoxam inibiu a produção de conídios somente na menor concentração (0,7 RM) para M. anisopliae. Aumento de produção de conídios foi observado somente nos tratamentos acetamiprid nas duas menores concentrações (0,7 RM) e RM e thiamethoxam nas duas maiores (RM e 1,3 RM) para o fungo Paecilomyces sp. Assim, os inseticidas testados nas concentrações e formulações utilizadas mostraram, na maioria dos casos, compatibilidade com os entomopatógenos B. bassiana, M. anisopliae e Paecilomyces sp. Portanto, estes produtos poderão ser recomendados em programas de MIP, nas formulações e concentrações testadas, para o controle de pragas que tenham como inimigos naturais os entomopatógenos testados.

Palavras-chave : Insecta; Beauveria bassiana; Metarhizium anisopliae; Paecilomyces sp.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons