SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue3Gall-inducing insects from Atlantic Forest of Pernambuco, Northeastern BrazilFishes of Paranaguá Estuarine Complex, South West Atlantic author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Biota Neotropica

On-line version ISSN 1676-0611

Abstract

NETTESHEIM, Felipe Cito et al. Espécies arbóreas e arbustivas da Floresta Atlântica sobre as encostas da Ilha da Marambaia, Rio de Janeiro, Brasil. Biota Neotrop. [online]. 2012, vol.12, n.3, pp.213-225. ISSN 1676-0611.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032012000300021.

Este estudo descreve a florística do componente arbóreo e arbustivo da Floresta Atlântica sobre as encostas da Ilha da Marambaia, RJ. Também são avaliadas quais das espécies encontradas constam em listas de espécies ameaçadas e qual a semelhança deste componente da vegetação com locais próximos cobertos pelo mesmo tipo de vegetação. A coleta de dados se valeu do esforço conjunto de caminhadas arbitrárias e de unidades amostrais conhecidas como "Transect". O critério de inclusão na amostragem foi o mesmo para ambos os métodos (DAP igual ou maior a 5 cm). O componente estudado foi comparado a outras áreas através de uma análise de similaridade, seguida de um dendrograma. Os cálculos de similaridade foram baseados no coeficiente de Bray-Curtis. Detectamos, ao todo, 235 espécies, distribuídas em 134 gêneros e 52 famílias. As famílias mais ricas são Myrtaceae (38 spp.), Fabaceae (20 spp.) e Rubiaceae (20 spp.), enquanto os gêneros mais ricos são Eugenia (16 spp.), Myrcia (8 spp.) e Ocotea (6 spp.). Dezenove das espécies detectadas constam em listas de espécies ameaçadas de extinção e o componente estudado tem maior similaridade com a floresta em Rio Bonito (RJ). As evidências mostram que a vegetação estudada parece estar bem preservada e representa uma área importante para esforços conservacionistas. Os resultados indicam ainda que o remanescente florestal em questão aparenta ser mais semelhante a locais mais secos e distantes do que próximos e úmidos.

Keywords : floresta ombrófila densa; florística; riqueza de espécies; similaridade; fitogeografia.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License