SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número1Mudanças na cobertura da vegetação do Pantanal dectadas por Índice de Vegetação: uma estratégia de conservação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Biota Neotropica

versão On-line ISSN 1676-0611

Resumo

JUNGES, Susana de Oliveira et al. Endozoocoria por Didelphis albiventris Lund, 1840 (Mammalia, Didelphimorphia) em remanescente de Floresta Estacional Semidecidual no sul do Brasil. Biota Neotrop. [online]. 2018, vol.18, n.1, e20170389.  Epub 07-Dez-2017. ISSN 1676-0611.  https://doi.org/10.1590/1676-0611-bn-2017-0389.

A dispersão de sementes é um processo fundamental à manutenção de ecossistemas florestais, favorecendo o sucesso germinativo de plantas em locais adequados ao seu crescimento, minimizando a competição, a ação de patógenos e a predação por herbívoros. Variações intra-específicas e sazonais no consumo de frutos por Didelphis albiventris, bem como sua contribuição à dispersão e germinação de sementes endozoocóricas foram avaliados em Floresta Estacional Semidecidual. O estudo foi realizado no Morro do Coco, localizado no município de Viamão, RS às margens do Lago Guaíba (30º16’15”S, 51º02’54”W), entre junho de 2013 a maio de 2014, resultando em um esforço amostral de 2992 armadilhas-noite. Foram capturados 18 indivíduos e coletadas 24 amostras fecais. Frutos estiveram presentes em 96% das amostras e corresponderam a 18 espécies vegetais, pertencentes a 10 famílias. As espécies mais frequentes foram Ficus cestrifolia e Syagrus romanzoffiana, que ocorreram em 66% das amostras, seguidas de Banara parviflora e Cecropia pachystachya, ambas com 25% de ocorrência. Machos e fêmeas não diferiram quanto à riqueza de frutos consumidos (t = 0.083; DF = 32; p = 0.934), o que também não variou sazonalmente (H = 3.165; p = 0.367). A maior amplitude de nicho trófico ocorreu no verão, registrando-se duas vezes mais frutos na dieta do que no outono, estação com a menor amplitude. Tanto a porcentagem quanto a velocidade de germinação das sementes de Ficus cestrifolia e Psidium sp. aumentaram após a passagem pelo trato digestório do animal (a porcentagem de germinação aumentou mais de 40% e a velocidade foi até 7 vezes maior). Didelphis albiventris pode ser considerada uma espécie frugívora-onívora, uma vez que frutos representam um item importante na dieta, e contribui para a dispersão de grande quantidade de sementes endozoocóricas pequenas, aumentando tanto o percentual quanto a velocidade de germinação de algumas espécies.

Palavras-chave : gambá-de-orelha-branca; indutor de sementes; marsupial; Mata Atlântica; zoocoria.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )