SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número1Biodiversidade de peixes marinhos do Holoceno da costa Sudeste brasileiraPeixes recifais do Parque Estadual da Ilha Anchieta, Sudoeste do Atlântico, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Biota Neotropica

versão On-line ISSN 1676-0611

Resumo

QUINTELA, Fernando; CORREA, Fabiano; PINHEIRO, Rafael Martins  e  LOEBMANN, Daniel. Ictiofauna da Ilha dos Marinheiros, estuário da Lagoa do Patos, sul do Brasil. Biota Neotrop. [online]. 2018, vol.18, n.1, e20170430.  Epub 15-Jan-2018. ISSN 1676-0611.  https://doi.org/10.1590/1676-0611-bn-2017-0430.

Marinheiros é a maior ilha do arquipélago estuarino da Lagoa dos Patos e é considerada uma área de relevância biológica na região costeira do extremo sul do Brasil. Com o objetivo de contribuir para o conhecimento sobre a biodiversidade desta importante área, realizamos um inventário ictiofaunístico nos ambientes limnicos da ilha. Vinte e sete visitas foram realizadas entre abril de 2015 e maio de 2017. Um total de 12 locais representativos dos habitats de uma lagoa rasa intermitente, poções intermitentes e um canal artificial perene foram amostrados. A amostragem de 2.436 espécimes revelou a ocorrência de 30 espécies, incluindo o piscívoro não-nativo Acestrorhynchus pantaneiro. Characiformes foi a ordem mais diversa (18 espécies), seguido por Cichliformes (quatro espécies) e Cyprinodontiformes (três espécies). Characiformes foi também a ordem mais numericamente abundante (77%), seguida po Cichliformes (17,6%) e Cyprinodontiformes (5,1%). A riqueza de espécies registrada na Ilha dos Marinheiros é comparável à riqueza observada para sistemas lóticos da planície costeira do extremo sul do Brasil. A assembleia de peixes é composta principalmente por espécies de hábitos límnicos, enquanto que poucos taxa de hábitos estuarino-marinho-límnico e estuarino-límnico foram registrados. Em vista da presença do alóctono A. pantaneiro e seu potencial para impactar espécies nativas, é recomendado o monitoramento da ictiofauna da Ilha dos Marinheiros e de outras ilhas estuarinas, bem como dos sistemas peninsulares conectados ao estuário da Lagoa dos Patos.

Palavras-chave : Acestrorhynchus pantaneiro; ictiocenose; espécie invasora; região Neotropical.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )