SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número2Uso de um estuário tropical rico em espécies e altamente eutrofizado no Atlântico Sul por Pleuronectiformes (Teleostei: Acanthopterygii) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Biota Neotropica

versão impressa ISSN 1806-129Xversão On-line ISSN 1676-0611

Resumo

ROSA, Marcio Gonçalves da et al. Diversidade de aranhas edáficas em sistemas de uso e manejo do solo em Santa Catarina, Brasil. Biota Neotrop. [online]. 2019, vol.19, n.2, e20180619.  Epub 31-Jan-2019. ISSN 1676-0611.  https://doi.org/10.1590/1676-0611-bn-2018-0619.

A capacidade de dispersão das aranhas em áreas contíguas (Arachnida, Araneae) está ligada diretamente às condições de manejo do solo. Objetivou-se com o presente trabalho estudar o efeito do sistema de uso do solo (SUS) sobre a abundância e diversidade das famílias de aranhas edáficas, bem como a relação dessas com os atributos físicos e químicos do solo. Os SUS avaliados foram: floresta nativa, reflorestamento de eucalipto, pastagem, integração lavoura-pecuária e lavoura com sistema plantio direto. As amostras foram coletadas em três municípios do Planalto Sul-Catarinense, considerados réplicas verdadeiras, durante o inverno e o verão. Um total de 270 amostras foi coletado em cada área e estação do ano. Os pontos de amostragem foram dispostos em uma grade de amostragem de 3 × 3 distanciados 30 m entre si. Foram avaliados atributos físicos, químicos e microbiológicos do solo e abundância e diversidade de famílias de aranhas, coletadas pelo método de monólitos e armadilhas de solo. Ao todo foram capturados 448 indivíduos, sendo 152 no inverno e 296 no verão, distribuídos em 24 famílias, 52 espécies/morfoespécies. Houve efeito da sazonalidade entre os sistemas de uso e a maior diversidade de Shannon-Wiener foi registrada em floresta nativa em ambas as épocas de amostragem. A maior parte das famílias de aranhas possui dependência direta dos atributos físicos e químicos do solo, como: microporosidade e alumínio trocável, cálcio, magnésio e potássio durante o inverno. Matéria orgânica, nitrogênio, pH em água, diâmetro médio ponderado, densidade do solo e carbono da biomassa microbiana apresentaram dependência durante o verão. O tipo de vegetação e o manejo são fatores que mais afetam a ocorrência de aranhas. As famílias Theridiidae e Nemesiidae são dependentes de locais com baixa intervenção antrópica.

Palavras-chave : Agricultura; Biodiversidade; Biologia do Solo; Ecologia do Solo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )