SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19WIfI classification: the Society for Vascular Surgery lower extremity threatened limb classification system, a literature reviewEffect of infusion of M&G solution for protection of renal tissue in Wistar rats subjected to programmed ischemia-reperfusion author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Vascular Brasileiro

Print version ISSN 1677-5449On-line version ISSN 1677-7301

Abstract

GOES JUNIOR, Adenauer Marinho de Oliveira; ARAUJO, Rafaela de Souza; FURLANETO, Ismari Perini  and  VIEIRA, Waldonio de Brito. Compressões das veias renal e ilíaca comum esquerdas em tomografias computadorizadas: com que frequência são detectadas?. J. vasc. bras. [online]. 2020, vol.19, e20190121.  Epub June 01, 2020. ISSN 1677-7301.  https://doi.org/10.1590/1677-5449.190121.

Contexto

As síndromes de nutcracker e May-Thurner são raras e, apesar de muitas vezes subdiagnosticadas, podem causar sintomas limitantes de gravidade variável. Frequentemente são consideradas diagnóstico de exclusão e não há consenso na literatura quanto a prevalência, incidência e critérios diagnósticos.

Objetivos

Estimar a frequência da compressão das veias ilíaca comum e renal esquerdas em tomografias computadorizadas de abdome e pelve.

Métodos

Estudo descritivo, quantitativo e transversal. Para veia renal esquerda, foram considerados como critérios de compressão a relação diâmetro hilar/aortomesentérico > 4 e o ângulo aortomesentérico < 39° e, para veia ilíaca comum esquerda, o diâmetro < 4 mm.

Resultados

Foram analisadas tomografias computadorizadas de 95 pacientes; destes, 61% eram mulheres e 39% eram homens. A compressão da veia renal esquerda foi encontrada em 24,2% da amostra, com idade média de 48,8 anos, ocorrendo em 27,6% das mulheres e 18,9% dos homens (p = 0,3366). A compressão da veia ilíaca comum esquerda foi detectada em 15,7% da amostra, com idade média de 45,9 anos, ocorrendo em 24,10% das mulheres e 2,7% dos homens (p = 0,0024). Em 7,4% dos pacientes, ambas compressões venosas foram detectadas.

Conclusões

A compressão da veia renal esquerda ocorreu em mulheres e homens com frequência semelhante, enquanto a compressão da veia ilíaca comum esquerda foi mais frequente em mulheres. Ambas as compressões venosas foram mais frequentemente encontradas em pacientes com idade entre 41 e 50 anos.

Keywords : síndrome do quebra-nozes; síndrome de May-Thurner; tomografia computadorizada; veia ilíaca; compressão.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )