SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 issue12Cinema digital: novos suportes, mesmas histórias author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ARS (São Paulo)

Print version ISSN 1678-5320

Abstract

VALERY, Paul. O Problema dos museus. ARS (São Paulo) [online]. 2008, vol.6, n.12, pp.31-34. ISSN 1678-5320.  https://doi.org/10.1590/S1678-53202008000200003.

Neste texto, publicado pela primeira vez em 1931, o poeta e escritor Paul Valéry (1871-1945) deixa entrever seu sentimento ambíguo em face da modernidade, sentimento admiravelmente revelado no relato melancólico que faz de uma visita às galerias povoadas de "solidões céreas" do Museu do Louvre. Para Valéry, o museu é um reduto de "visões mortas", mas é, também, conforme observou Theodor Adorno a respeito do autor em seu ensaio "Museu Valéry-Proust", o lugar mais propício a uma percepção crítica da arte em "nossa realidade catastrófica". Tanto Proust como Valéry, afirma Adorno, pensam o museu como figura da morte (embora a partir de posições aparentemente antagônicas), somente a experiência funda dessa morte sendo capaz, para ambos, de abrir possibilidades para a arte no presente.

Keywords : modernidade; arte moderna; museus; Paul Valéry; Theodor Adorno.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License