SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue2Correlation of Thyroid Imaging Reporting and Data System [TI-RADS] and fine needle aspiration: experience in 1,000 nodulesInitial experience with hysteroscopic tubal occlusion (Essure®) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Einstein (São Paulo)

Print version ISSN 1679-4508On-line version ISSN 2317-6385

Abstract

MENDES, Cynthia de Almeida et al. Revascularização endovascular de doença oclusiva fêmoro-poplítea TASC C e D com o uso de dióxido de carbono como meio de contraste. Einstein (São Paulo) [online]. 2016, vol.14, n.2, pp.124-129. ISSN 2317-6385.  https://doi.org/10.1590/S1679-45082016AO3661.

Objetivo

Analisar os resultados de dez angioplastias de lesões fêmoro-poplíteas TASC C e D utilizando CO2 como meio de contraste primário em pacientes sem restrição ao meio de contraste iodado com o objetivo de diminuir reações alérgicas e potencial de nefrotoxicidade em pacientes de alto risco.

Métodos

Descrevemos os resultados de dez angioplastias de lesões fêmoro-poplíteas TASC C e D utilizando CO2 como meio de contraste primário em pacientes de alto risco para revascularização aberta e sem contraindicação formal a iodo. Analisamos possibilidade de execução dos procedimentos, complicações, qualidade das imagens obtidas, desfechos clínicos e cirúrgicos e custos das lesões C e D tratadas com CO2 como meio de contraste.

Resultados

O uso de CO2 nas lesões C e D necessitou de complementação de iodo na maioria dos casos (nove casos), porém reduziu o potencial de nefrotoxicidade do meio de contraste iodado, diminuindo seu volume nesse grupo de pacientes de alto risco. A extensão das lesões arteriais foi o fator que mais contribuiu para necessidade de suplementação de iodo, devido à dificuldade de visualizar o reenchimento após oclusão arterial longa.

Conclusão

O uso de CO2 como contraste em pacientes com lesões C e D sem restrição ao meio de contraste iodado foi uma alternativa que não excluiu a necessidade de suplementação com iodo na maioria dos casos, porém pôde diminuir o potencial de nefrotoxicidade do meio de contraste iodado.

Keywords : Angioplastia; Insuficiência renal; Doença arterial periférica; Dióxido de carbono; Procedimentos endovasculares.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )