SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18Achados da COVID-19 identificados na tomografia computadorizada de tórax: ensaio pictóricoConfiabilidade do questionário The International Fitness Scale: uma revisão sistemática e metanálise índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Einstein (São Paulo)

versão impressa ISSN 1679-4508versão On-line ISSN 2317-6385

Resumo

OBA, Jane; CARVALHO, Werther Brunow de; SILVA, Clovis Artur  e  DELGADO, Artur Figueiredo. Sintomas gastrintestinais e abordagem nutricional durante a pandemia de COVID-19: guia prático para pediatras. Einstein (São Paulo) [online]. 2020, vol.18, eRW5774.  Epub 10-Jul-2020. ISSN 2317-6385.  https://doi.org/10.31744/einstein_journal/2020rw5774.

A doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) é causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2) e foi amplamente disseminada em todo o mundo em proporções pandêmicas. Evidências crescentes sugerem que o sistema digestivo pode ser uma via potencial para a infecção pelo SARS-CoV-2, para a disseminação do vírus por via fecal-oral, e estar relacionado com vários sintomas gastrintestinais. Realizamos uma extensa revisão da literatura médica utilizando os bancos de dados MEDLINE® e Embase, com o objetivo de identificar as principais manifestações clínicas do envolvimento gastrintestinal e analisar a terapia nutricional em crianças e adolescentes com COVID-19. Os achados e as recomendações foram descritos de maneira pragmática, para facilitar a abordagem do pediatra em geral. Foram analisados 196 estudos relacionados ao envolvimento do trato gastrintestinal ou aspectos nutricionais associados à pandemia de COVID-19 em todo o mundo. Destes estudos, apenas 17 incluíram a população pediátrica exclusivamente com aspectos gastrintestinais ou nutricionais específicos. Os artigos, em sua maioria, foram descritivos, sendo seis relacionados a diretrizes, protocolos instituídos ou opiniões de especialistas. Crianças e adolescentes com sintomas gastrintestinais, como náusea, vômito e diarreia, devem ser avaliados como pacientes suspeitos de COVID-19. Os sinais e sintomas gastrintestinais podem ocorrer em 3% a 79% das crianças, adolescentes e adultos com COVID-19, estando mais frequentemente presentes em casos graves. Incluem diarreia (2% a 50%), anorexia (40% a 50%), vômitos (4% a 67%), náusea (1% a 30%), dor abdominal (2% a 6%) e sangramento gastrintestinal (4% a 14%). Pacientes com doença inflamatória intestinal ou doenças hepáticas crônicas não apresentam maior risco de infecção por SARS-CoV-2 do que a população em geral. O suporte nutricional é parte muito importante do tratamento de pacientes pediátricos, principalmente nas formas graves ou críticas da doença. O trato gastrintestinal pode ser uma via potencial para a infecção por COVID-19. Mais pesquisas são necessárias para determinar a possibilidade da transmissão fecal-oral, importante para a disseminação viral. A terapia nutricional é essencial para prevenir desnutrição e sarcopenia nos casos graves.

Palavras-chave : Infecções por coronavírus/complicações; COVID-19; Betacoronavírus; SARS-CoV-2; Gastroenteropatias/etiologia; Terapia nutricional; Doenças inflamatórias intestinais; Criança; Adolescente.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )