SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue1-2Reproductive biology and spatio-temporal distribution of Stellifer rastrifer, Stellifer naso and Macrodon ancylodon (Sciaenidae) in the Caeté estuary, northern BrazilDigenean metacercaria (Trematoda, Digenea, Lepocreadiidae) parasitizing "coelenterates" (Cnidaria, Scyphozoa and Ctenophora) from Southeastern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Oceanography

Print version ISSN 1679-8759On-line version ISSN 1982-436X

Abstract

NALESSO, Rosebel C. et al. Soft-Bottom macrobenthic communities of the Vitória Bay estuarine system, South-eastern Brazil. Braz. j. oceanogr. [online]. 2005, vol.53, n.1-2, pp.23-38. ISSN 1982-436X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-87592005000100003.

O presente trabalho analisa e descreve a estrutura das associações faunísticas macrobênticas (epifauna e infauna) do sistema estuarino da Baía de Vitória, sudeste do Brasil, de Janeiro de 1998 a Junho de 1999. Amostras replicadas em níveis de entre-marés e sublitoral foram coletadas em intervalos de três meses em dez estações. Foram caracterizadas as composições dos sedimentos de entre-marés e sublitoral. Os parâmetros físico-químicos da água foram medidos in situ. Foram coletados 10.695 indivíduos, compreendendo a 144 taxa. Os grupos mais abundantes foram moluscos, crustáceos e poliquetos. As espécies mais abundantes foram os bivalves Anomalocardia brasiliana, Mytella guyanensis e M. falcata. Localmente, descargas significativas de esgoto doméstico causaram um aumento da quantidade de matéria orgânica no sedimento (até 30%) e baixa concentração de oxigênio dissolvido na água (< 1mg.l-1). Próximo às duas entradas da baía, o alto hidrodinamismo e a presença de areia grossa reduziram os efeitos deletérios dos aportes de esgotos. A riqueza (S), a diversidade (H') de espécies e a abundância total (A), decresceram das estações externas do estuário (22 < S < 72; 1.99 < H' < 2.85; 320 < A < 1737) em direção às estações internas (2 < S < 45; 0.59 < H' < 2.67; 2 < A < 1317), onde a salinidade e oxigênio dissolvido foram menores e as quantidades de matéria orgânica maiores.

Keywords : Macrofauna; Sistema Estuarino da Baía de Vitória; Sudeste do Brasil; Poluição Orgânica; Características Ambientais; Efeitos Antrópicos.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License