SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue4Prevalence of self-referred chronic pain and intercurrences in the health of the elderlyPerceived pain and stress in post-vaginal delivery women author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Dor

Print version ISSN 1806-0013On-line version ISSN 2317-6393

Abstract

STORCHI, Sarimam; RODRIGUES, Adriana Dalpicolli; BERTONI, Juliana  and  PORTUGUEZ, Mirna Wetters. Qualidade de vida e sintomas de ansiedade e depressão em idosas com e sem dor musculoesquelética crônica. Rev. dor [online]. 2016, vol.17, n.4, pp.283-288. ISSN 2317-6393.  https://doi.org/10.5935/1806-0013.20160090.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:

Diversos estudos buscam uma relação isolada entre ansiedade, depressão e qualidade de vida com a dor musculoesquelética em idosos. No entanto, há poucos que comparam essas variáveis entre indivíduos com e sem dores musculoesqueléticas crônicas. O objetivo deste estudo foi avaliar os níveis de sintomas de ansiedade e depressão e a qualidade de vida em idosas com dores musculoesqueléticas crônicas e idosas sem dores.

MÉTODOS:

Trata-se de um estudo transversal, realizado com mulheres com 60 anos ou mais, participantes dos clubes de mães da cidade de Caxias do Sul/RS. As idosas foram divididas em dois grupos, grupo G1 (com dor musculoesquelética crônica) e grupo G2 (sem dor). Para avaliar os sintomas de ansiedade foi utilizado o Inventário de Ansiedade de Beck, para os sintomas depressivos o Inventário de Depressão de Beck II e para a qualidade de vida o WHOQOL-bref.

RESULTADOS:

Participaram do estudo 178 idosas, sendo que 4 idosas foram excluídas por não se adequarem em todos os critérios de inclusão. Das 174 restantes, 95 foram incluídas do grupo G1 e 79 no grupo G2. O grupo G1 apresentou níveis mais elevados de sintomas de ansiedade (p<0,001) e sintomas depressivos (p<0,001) e pior qualidade de vida (p<0,05) que o grupo G2.

CONCLUSÃO:

A dor musculoesquelética crônica é frequente na população idosa e está associada com maior incidência de sintomas depressivos e ansiosos, além de afetar negativamente a qualidade de vida dos indivíduos.

Keywords : Ansiedade; Depressão; Dor crônica; Dor musculoesquelética; Qualidade de vida.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )