SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue4Perceived pain and stress in post-vaginal delivery womenChikungunya: vision of the pain clinician author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Dor

Print version ISSN 1806-0013On-line version ISSN 2317-6393

Abstract

FERREIRA, Cristina Nunes et al. Impacto de parecoxibe na desospitalização: análise retrospectiva da saúde suplementar no Brasil. Rev. dor [online]. 2016, vol.17, n.4, pp.294-298. ISSN 2317-6393.  https://doi.org/10.5935/1806-0013.20160092.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:

O controle adequado da dor pós-operatória e cólica renal é fundamental para a recuperação do paciente e redução de custos relacionados à hospitalização e utilização de recursos. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o tempo de hospitalização entre pacientes tratados com parecoxibe sódico versus outros fármacos anti-inflamatórios não esteroides, no manuseio da dor pós-operatória associada à apendicectomia ou fraturas e cólica renal.

MÉTODOS:

Uma análise retrospectiva de dados de contas médicas de hospitais privados no Brasil foi realizada, incluindo pacientes tratados com anti-inflamatório não esteroide para redução da dor pós-apendicectomia (n=1.618), dor pós-fratura ortopédica (n=2.858) e cólica renal (n=6.555), entre janeiro e junho de 2014. O período médio de internação foi avaliado de acordo com cada grupo de fármacos. A diferença média entre os grupos foi avaliada utilizando o método de Kruskal-Wallis.

RESULTADOS:

O tempo médio de permanência hospitalar para pacientes submetidos à apendicectomia foi de 1,95 dias com parecoxibe versus 2,20 com outros anti-inflamatórios não esteroides (p = 0,006). Para pacientes submetidos a cirurgias de fraturas ortopédicas, o tempo médio foi de 1,75 dias com parecoxibe versus 1,93 dias para outros anti-inflamatórios (p=0,008). Parecoxibe também apresentou redução significativa no tempo de internação hospitalar para cólica renal em comparação com outros fármacos (25,2h versus 32,9h; p<0,001).

CONCLUSÃO:

Parecoxibe sódico demonstrou menor tempo de permanência hospitalar com possível redução na utilização de recursos e custos, devendo ser considerado como uma escolha para estas condições dolorosas.

Keywords : Cólica renal; Dor; Inibidores de ciclo-oxigenase 2; Hospitalização; Parecoxibe; Período pós-operatório.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )