SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue6Determining the score and cut-off point that would identify asthmatic adults in epidemiological studies using the asthma module of the International Study of Asthma and Allergies in Childhood questionnaireClimate variations and health services use for the treatment of asthmatic children under five years of age: an ecological study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal Brasileiro de Pneumologia

On-line version ISSN 1806-3756

Abstract

FELIZOLA, Maria Luisa Brangeli Maia et al. Prevalência de asma brônquica e de sintomas a ela relacionados em escolares do Distrito Federal e sua relação com o nível socioeconômico. J. bras. pneumol. [online]. 2005, vol.31, n.6, pp.486-491. ISSN 1806-3756.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132005000600005.

OBJETIVO: Avaliar a prevalência de asma e sintomas a ela relacionados no Distrito Federal e sua relação com o nível socioeconômico, utilizando o questionário escrito do International Study of Asthma and Allergies in Childhood. MÉTODOS: Foram avaliadas 6.437 crianças, em escolas públicas e particulares, divididas em: 3.183 crianças de seis a sete anos e 3.254 de treze a catorze anos. Os dados foram analisados por sexo e grupo socioeconômico (teste do qui-quadrado). RESULTADOS: A prevalência encontrada de asma brônquica no Distrito Federal foi de 12,1% e 13,8% nas faixas etárias de seis a sete anos e treze a catorze anos, respectivamente (p < 0,04). Na faixa etária de seis a sete anos, o sexo masculino apresentou prevalências significativamente maiores de asma diagnosticada e de sintomas (p < 0,001), enquanto que na de treze a catorze anos, a maior prevalência de sintomas ocorreu no sexo feminino (p < 0,05). O grupo de piores condições socioeconômicas apresentou maiores taxas de sintomas relacionados à asma nas duas faixas etárias (p < 0,05). O diagnóstico de asma foi mais freqüente na classe social menos favorecida (p < 0,001) para o questionário respondido pelos pais. Entre os adolescentes, houve maior número de diagnósticos de asma no grupo de nível socioeconômico mais elevado (p = 0,001). CONCLUSÃO: O grupo economicamente desfavorecido apresentou prevalências maiores de sintomas de asma, assim como crises de maior gravidade. Também a prevalência de asma provável foi maior neste grupo que a de asma diagnosticada, o que sugere seu subdiagnóstico.

Keywords : Asma [epidemiologia]; Asma [diagnóstico]; Fatores socioeconômicos; Saúde escolar; Questionários; Asthma [epidemiology]; Asthma [diagnosis].

        · abstract in English     · text in Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License