SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número4Biomassa, atividade microbiana e FMA em rotação cultural milho/feijão-de-corda utilizando-se águas salinasBalanço de radiação em ecossistema de soja na Amazônia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ciência Agronômica

versão On-line ISSN 1806-6690

Resumo

COSTA, André Ribeiro da et al. Número de ramos plagiotrópicos e produtividade de duas cultivares de cafeeiro utilizando irrigação por gotejamento. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2010, vol.41, n.4, pp.571-581. ISSN 1806-6690.  https://doi.org/10.1590/S1806-66902010000400009.

Este experimento foi conduzido em uma área do Centro Técnico de Irrigação (CTI) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) com o objetivo de avaliar o efeito da aplicação de porcentagens de doses para NPK, no número de ramos plagiotrópicos e na produtividade das cultivares de cafeeiro Obatã e IAPAR - 59 em diferentes cultivos (não irrigado, irrigado e fertirrigado). As mudas foram plantadas em espaçamento de 2,0 metros entre linhas e 1,0 metro entre plantas, caracterizando sistema adensado. Utilizou-se o sistema de irrigação localizada por gotejamento. O experimento foi esquematizado em delineamento inteiramente casualizado em parcelas subdivididas com quatro repetições. As parcelas e subparcelas foram compostas pelas porcentagens de doses de NPK e pelos cultivos, respectivamente. A interação entre estes fatores influenciou significativamente a produtividade e o número de ramos plagiotrópicos, permitindo concluir qual a dose de fertilizante mais indicada para cada cultivo. A produtividade máxima para a cultivar Obatã foi conseguida com as doses de NPK de percentual 119,5%, 151,25%, e 154,17% para os cultivos não irrigados, irrigados e fertirrigados, respectivamente. A máxima produtividade da cultivar IAPAR - 59 nos cultivos não irrigados, irrigados e fertirrigados foi alcançada com os percentuais de 137,83%, 162% e 151,75%, respectivamente. Em relação ao número de ramos plagiotrópicos, a melhor dose para a cultivar Obatã, nos cultivos irrigados e fertirrigados, correspondeu a dose de 200%, enquanto que a dose de 150% foi a mais adequada para as plantas irrigadas da cultivar IAPAR - 59. Os melhores desempenhos produtivos foram obtidos nos cultivos fertirrigados.

Palavras-chave : Café; Água de irrigação; Irrigação por Gotejamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons