SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número3Características de carcaça e da carne de novilhos superprecoces Angus x Nelore no Agreste Potiguar índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ciência Agronômica

versão On-line ISSN 1806-6690

Resumo

MICHELS, Adelina Ferreira; SOUZA, Clovis Arruda; COELHO, Cileide Maria Medeiros  e  ZILIO, Marcio. Qualidade fisiológica de sementes de feijão crioulo produzidas no oeste e planalto catarinense. Rev. Ciênc. Agron. [online]. 2014, vol.45, n.3, pp.620-632. ISSN 1806-6690.  http://dx.doi.org/10.1590/S1806-66902014000300025.

O trabalho foi realizado com o objetivo de caracterizar genótipos crioulos de feijão quanto ao potencial fisiológico das sementes produzidas em diferentes regiões de Santa Catarina, por duas safras consecutivas. Foram utilizados sementes de 26 genótipos, produzidas nas safras 2009/2010 e 2010/2011 nos municípios de Anchieta, Joaçaba e Lages. Após o procedimento de amostragem para amostra média e amostra de trabalho, foram realizados os testes de germinação 1ª e 2ª contagem, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado, emergência em campo, peso de mil sementes e produtividade. Com base na análise dos resultados, os genótipos foram separados em classes pelo teste Scott-Knott. A qualidade fisiológica de sementes de feijão foi influenciada pelo genótipo e pelo ambiente e a expressão do potencial de cada genótipo foi dependente das condições favoráveis no ambiente de cultivo. Os genótipos crioulos BAF13 e BAF55 foram superiores aos demais e se destacaram na produtividade e qualidade fisiológica de sementes. O município de Lages foi o local de maior produtividade e de melhor qualidade de sementes na safra 2009/2010.

Palavras-chave : Phaseolus vulgaris; Germinação; Variabilidade genética; Vigor.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons