SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número4Propriedades de superfície e estabilidade de cor de uma resina acrílica combinada com um polímero antimicrobiano índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

BULGARELI, Jaqueline Vilela et al. Informações da atenção secundária em Odontologia para avaliação dos modelos de atenção à saúde. Rev. odontol. UNESP [online]. 2013, vol.42, n.4, pp.229-236. ISSN 1807-2577.  http://dx.doi.org/10.1590/S1807-25772013000400001.

INTRODUÇÃO: Considerando-se o princípio da integralidade e a construção das redes de atenção no Sistema Único de Saúde, a atenção secundária pode refletir a resolutividade da atenção básica, apoiando a organização das ações e dos serviços de saúde bucal no âmbito da média complexidade. OBJETIVO: Avaliar os modelos de atenção básica em saúde bucal existentes no município de Marília-SP por meio de informações referentes à atenção secundária em Odontologia, segundo o princípio da integralidade. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo retrospectivo, com uma amostra composta por seis Unidades Básicas de Saúde (UBS), caracterizadas pelo modelo tradicional de atenção, e 11 Unidades de Saúde da Família (USF), que trabalham na perspectiva do modelo Saúde da Família. Os dados secundários foram coletados no Departamento de Avaliação, Controle e Auditoria municipal, que informou a quantidade de encaminhamentos agendados para as especialidades, e no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), que apontou o número de pacientes faltosos na consulta inicial e o número de pacientes que abandonaram o tratamento especializado. O Departamento da Coordenação de Saúde Bucal relatou a demanda reprimida da especialidade Endodontia. Considerou-se o período de funcionamento do CEO de 2007 a 2009. Realizou-se análise exploratória dos dados e, a seguir, foi aplicado o teste t de Student e o teste de Mann Whitney. RESULTADO: O maior número de encaminhamentos para Endodontia foi proveniente das USF. O percentual de faltas em consulta inicial, abandono de tratamento e resolutividade na especialidade não demonstrou diferença estatística em relação ao modelo organizacional da atenção primária. CONCLUSÃO: Concluiu-se que, independentemente do modelo organizacional (UBS-/-USF), os resultados referentes à atenção secundária em Odontologia, em Marília, são semelhantes, exceto para indicação de tratamento endodôntico, podendo sugerir, em estudos futuros, a análise de outras variáveis relacionadas, principalmente referentes ao usuário.

Palavras-chave : Avaliação de serviços de saúde; saúde bucal; atenção secundária à saúde; atenção primária à saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons