SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número6Redução da atividade proteolítica da dentina após curtos períodos de aplicação de proantocianidinaSaúde bucal, a ótica do encarcerado e o contexto da vulnerabilidade índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

ASSIS, Jefferson Filippo Castro de et al. Nível de conhecimento dos cirurgiões-dentistas sobre a relação entre fatores oclusais e Disfunção Temporomandibular (DTM). Rev. odontol. UNESP [online]. 2015, vol.44, n.6, pp.360-367.  Epub 30-Out-2015. ISSN 1807-2577.  http://dx.doi.org/10.1590/1807-2577.11615.

Introdução

A relação da oclusão dentária com a Disfunção Temporomandibular (DTM) ainda gera divergências. Muitos profissionais erroneamente baseiam o diagnóstico e a terapia estritamente no fator oclusal, apesar das evidências científicas atuais não mostrarem tal relação.

Objetivo

Avaliar o conhecimento dos cirurgiões-dentistas (CDs) de João Pessoa-PB, acerca da relação entre fatores oclusais e DTM.

Material e método

Uma amostra de 100 CDs que não possuem especialização em DTM e Dor Orofacial (Grupo GN), além de sete CDs com essa especialidade (Grupo GE) preencheram questionário abordando assuntos relativos ao conhecimento da DTM e sua relação com fatores oclusais. O questionário continha também informações para caracterização da amostra como idade, gênero e tempo de formado. O grau de consenso da literatura atual para cada sentença foi estabelecido como "padrão-ouro" de resposta, o qual foi comparado com as respostas dos especialistas e não especialistas. Os dados foram tabulados no programa SPSS e analisados de forma descritiva (através de porcentagens) e, estatística, por meio dos testes Qui-quadrado e Exato de Fisher (p<0,05).

Resultado

Observou-se grande divergência no conhecimento dos cirurgiões-dentistas sem especialidade em DTM e Dor Orofacial com os profissionais dessa especialidade.

Conclusão

Houve baixa concordância entre os especialistas e não especialistas. A relação entre oclusão dentária e disfunção temporomandibular ainda permanece obscura para a grande maioria dos profissionais entrevistados, o que pode vir a se refletir em condutas de diagnóstico e tratamento oclusal inadequadas para o manejo das DTM.

Palavras-chave : Oclusão dentária; síndrome da disfunção da articulação temporomandibular; conhecimento.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )