SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 issue2Quality of life and depression in patients undergoing total and partial laryngectomyEffects of an aquatic versus non-aquatic respiratory exercise program on the respiratory muscle strength in healthy aged persons author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Clinics

Print version ISSN 1807-5932On-line version ISSN 1980-5322

Abstract

MILLAN, Luiz Roberto et al. O que está subjacente à escolha do estudante pela profissão médica?. Clinics [online]. 2005, vol.60, n.2, pp.143-150. ISSN 1980-5322.  http://dx.doi.org/10.1590/S1807-59322005000200011.

OBJETIVO: Determinar as razões da escolha da profissão médica em um grupo de alunos do primeiro ano de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, investigando o perfil sócio-econômico e psicológico, e as diferenças com relação ao gênero dos alunos. MÉTODO: Cento e sessenta e três alunos responderam a um questionário para avaliar seu perfil sócio-econômico. Destes, 30 mulheres e 30 homens submeteram-se a uma entrevista face a face sobre a escolha da profissão, ao Teste de Apercepção Temática (TAT) e ao teste 16 PF. Os resultados foram analisados qualitativamente e pelos testes de Mann-Whitney, c2, Fisher's Exact e coeficiente rp. RESULTADOS: A maioria dos estudantes pertence à classe média, são católicos e possuem médicos na família. Estudantes de ambos os gêneros haviam escolhido precocemente a profissão e mostraram persistência para prestar o vestibular, mesmo quando desencorajados por terceiros. O estudo revelou consciência das dificuldades e limitações da carreira médica, bem como grande valorização dos aspectos humanísticos da medicina e espírito aberto a novas experiências. Verificou-se que a profissão ocupa um papel central em suas identidades, a relevância dada à satisfação profissional, o desejo consciente e inconsciente de ajudar os semelhantes e de serem reconhecidos por isso, sem a busca exclusiva de uma gratificação narcísica. As alunas apresentaram maior Brandura (p<0,001) e menor Imaginação (p = 0,005) do que os alunos, que são mais práticos e criativos. As alunas apresentaram maior grau de maturidade, e os alunos maior competitividade e ambição. CONCLUSÕES: Estudantes de ambos os gêneros apresentam um perfil semelhante quanto às motivações para a escolha da profissão e quanto ao perfil sócio-econômico. Pequenas diferenças foram encontradas quanto aos aspectos psicológicos.

Keywords : Estudantes de medicina; Personalidade; Vocação; Gênero; Educação.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License