SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue3SPINAL CORD TRAUMA PATIENTS TREATED IN A TERTIARY HOSPITAL IN PALMAS, BRAZILTREATMENT OF THORACOLUMBAR BURST FRACTURES FIXED WITH INTERMEDIATE PINS BY THE POSTERIOR APPROACH author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Coluna/Columna

Print version ISSN 1808-1851On-line version ISSN 2177-014X

Abstract

ONO, Allan Hiroshi de Araujo et al. FRATURA CERVICAL SUBAXIAL: APLICAÇÃO E CORRELAÇÃO DAS CLASSIFICAÇÕES AO E SLIC. Coluna/Columna [online]. 2015, vol.14, n.3, pp.218-222. ISSN 2177-014X.  https://doi.org/10.1590/S1808-185120151403114135.

Objetivo:

Avaliar as classificações AO-Magerl e SLIC (Subaxial Cervical Spine Injury Classification) utilizadas em fraturas da coluna cervical e avaliar se elas apresentam correlações com a gravidade neurológica dos pacientes, com a escolha da via de acesso, a duração do ato cirúrgico e entre si mesmas.

Métodos:

Análise retrospectiva do prontuário e acervo de imagens radiológicas dos 77 pacientes submetidos à cirurgia de fratura e ou luxação da coluna cervical subaxial, no período de agosto de 2010 a setembro de 2012.

Resultados:

A classificação SLIC apresentou forte correlação com déficit neurológico, com valor de correlação de Pearson de -0,600. Já a classificação AO não apresentou correlação com a escala de Frankel, e o valor de Pearson foi de 0,06 com significância estatística de 0,682 (p < 0,05), ou seja, incapaz de determinar ou sugerir a gravidade do déficit. Quando comparadas entre si as duas classificações apresentaram correlação estatística e o valor de Pearson foi de 0,282 com valor de significância de 0,022 (p < 0,05).

Conclusão:

Entre as classificações mais utilizadas, a classificação SLIC foi estatisticamente capaz de definir necessidade de tratamento cirúrgico e a gravidade do estado neurológico, porém foi incapaz de predizer a via de acesso ou o tempo de duração da cirurgia; a classificação AO falhou em predizer a gravidade da lesão neurológica, o tempo cirúrgico e em auxiliar a escolha da via de acesso, sendo apenas uma classificação morfológica.

Keywords : Fraturas da coluna vertebral; Vértebras cervicais; Classificação; Artrodese; Estatísticas não paramétricas.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · English ( pdf )