SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue1COMPARATIVE ANALYSIS OF TWO CLASSIFICATION SYSTEMS OF THORACOLUMBAR SPINE FRACTURESSENSITIVITY AND SPECIFICITY OF "MINI BRAIN" IMAGE PATTERN TO DIAGNOSE MULTIPLE MYELOMA AND PLASMACYTOMA author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Coluna/Columna

Print version ISSN 1808-1851On-line version ISSN 2177-014X

Abstract

ARAUJO, ALEX OLIVEIRA DE et al. PERFIL DAS VÍTIMAS DE TRAUMA RAQUIMEDULAR ATENDIDAS EM UMA UNIDADE DE REFERÊNCIA DE SÃO PAULO. Coluna/Columna [online]. 2018, vol.17, n.1, pp.39-41. ISSN 2177-014X.  https://doi.org/10.1590/s1808-185120181701178599.

Introdução:

O traumatismo raquimedular (TRM) é uma importante causa de morbi-mortalidade ao redor mundo. Acomete diferentes faixas etárias, principalmente os adultos jovens vítimas de trauma de alta energia. A forma mais eficaz de diminuir a incidência do traumatismo raquimedular e suas consequências é através de campanhas preventivas e medidas de controle e fiscalização através dos órgãos públicos. O objetivo deste estudo é traçar o perfil epidemiológico dos pacientes vítimas de traumatismo raquimedular, atendidos em um centro de atendimento terciário da cidade de São Paulo.

Métodos: Estudo retrospectivo, transversal, realizado em um centro de referência de atendimento de pacientes vítimas de traumatismo raquimedular do estado de São Paulo. Os dados foram colhidos dos prontuários dos pacientes vítimas de traumatismo raquimedular entre os anos de 2012 a 2016.

Resultados:

Dos 515 pacientes vítimas de traumatismo da coluna espinhal, 153 (29,7%) apresentaram traumatismo raquimedular. 131 (85,62%) foram do sexo masculino, 22 (14,37%) foram pacientes do sexo feminino, em uma relação de aproximadamente 6:1. A média de idade foi de 39 a 45 anos. A principal causa de trauma raquimedular observada foi a queda de altura, com 72 casos (47,05%). 52,94% dos pacientes apresentaram-se em Frankel A.

Conclusão:

Os resultados mostraram que a maioria dos pacientes eram de jovens, economicamente ativos, com baixo nível educacional, expostos a acidentes que, em grande parte, poderiam ser evitados. A maioria destes pacientes também apresentou lesões graves, incapacitantes, que costumam trazer sequelas psíquicas e econômicas consideráveis para o indivíduo e para a sociedade. Nível de Evidência: IV. Tipo de estudo: Série de Casos.

Keywords : Medula Espinal; Traumatismos da coluna vertebral; Mielopatia.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · English ( pdf )