SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.81 número4Potencial evocado miogênico vestibular cervical em criançasEpidemiologia dos distúrbios de comunicação na infância em clínica foniátrica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Otorhinolaryngology

versão impressa ISSN 1808-8694versão On-line ISSN 1808-8686

Resumo

SILVA, Daniela Polo Camargo da et al. A importância do reteste da triagem auditiva como indicador da real alteração auditiva precoce. Braz. j. otorhinolaryngol. [online]. 2015, vol.81, n.4, pp.363-367. ISSN 1808-8686.  https://doi.org/10.1016/j.bjorl.2014.07.019.

INTRODUÇÃO:

O diagnóstico precoce da surdez minimiza impactos no desenvolvimento infantil. Fatores que interferem na efetividade dos programas de triagem são estudados.

OBJETIVO:

Verificar a relação entre sexo, peso ao nascimento, idade gestacional, presença de risco para deficiência auditiva, local de realização da triagem auditiva neonatal e resultados "passa" e "falha" no reteste.

MÉTODO:

Estudo de coorte prospectiva, em hospital de referência terciário. A triagem foi realizada em 565 neonatos, por meio das emissões otoacústicas evocadas transientes, em três unidades de internação antes da alta hospitalar e o reteste, no ambulatório. Sexo, peso ao nascimento, idade gestacional, presença de indicadores de risco para deficiência auditiva e local de realização do exame foram considerados.

RESULTADOS:

Nasceram a termo 86%, prematuros 14% e risco para deficiência auditiva, 11%. Dentre os 165 neonatos retestados, apenas o local de realização do exame, Unidade de Cuidados Intermediários, se relacionou com manutenção da "falha" no reteste.

CONCLUSÕES:

Sexo, peso ao nascimento, idade gestacional e presença de indicadores de risco para deficiência auditiva não se relacionaram com "passar" e/ou "falhar" no reteste. A realização do exame em unidades de cuidados intermediários aumenta a chance de permanência de "falha" no exame de Emissões Otoacústicas Evocadas Transientes.

Palavras-chave : Audição; Estimulação acústica; Recém-nascido; Triagem neonatal.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )