SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número4Diabetes mellitus referido e fatores associados em idosos residentes em Campina Grande, ParaíbaPrevalência e determinantes de sintomatologia depressiva em idosos assistidos em serviço ambulatorial índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

versão impressa ISSN 1809-9823

Resumo

MELO, Natália Calais Vaz de; TEIXEIRA, Karla Maria Damiano; FERREIRA, Marco Aurelio Marques  e  SILVA, Neuza Maria da. Consumo por idosos nos arranjos familiares "unipessoal" e "residindo com o cônjuge": uma análise por regiões do país, a partir de dados da POF (2008/2009). Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2014, vol.17, n.4, pp.841-852. ISSN 1809-9823.  https://doi.org/10.1590/1809-9823.2014.13213.

OBJETIVO:

Identificar e comparar, com base nos microdados da Pesquisa de Orçamentos Familiares POF/IBGE (2008/2009), os tipos de bens e serviços que os idosos dos arranjos familiares "unipessoal" e "residindo com o cônjuge" consomem nas diversas regiões do país.

MÉTODOS:

Estudo descritivo, quantitativo, com corte transversal, que utilizou os microdados da POF/IBGE (2008/2009), utilizando variáveis sociodemográficas e bens e serviços consumidos pelos idosos dos dois arranjos supracitados. Os dados foram extraídos utilizando-se o software STATA e analisados estatisticamente por meio do SPSS.

RESULTADOS:

Em ambos os arranjos familiares pesquisados, os maiores gastos em relação às categorias de despesas analisadas eram dos idosos que residiam com o cônjuge e moravam na Região Sul do país. A renda total do domicílio foi o fator que teve maior influência no consumo de bens e serviços entre os arranjos familiares.

CONCLUSÃO:

Em ambos os arranjos familiares estudados, os residentes na Região Sul apresentaram os maiores gastos, uma vez que apresentaram maior renda. Logo, verifica-se que a desigualdade na distribuição da renda no país é fator que influencia no consumo de bens e serviços, uma vez que a renda está diretamente relacionada ao poder de compra.

Palavras-chave : Idoso; Características da Família; Estado; Envelhecimento da População.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )