SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número1Atenção à saúde do idoso na Estratégia Saúde da Família e a presença de transtornos mentais comunsConhecimento e prática referidos por idosos no autocuidado com a pele no Centro-Oeste de Minas Gerais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia

versão impressa ISSN 1809-9823versão On-line ISSN 1981-2256

Resumo

MARI, Fernanda Rigoto; ALVES, Gehysa Guimarães; AERTS, Denise Rangel Ganso de Castro  e  CAMARA, Sheila. O processo de envelhecimento e a saúde: o que pensam as pessoas de meia-idade sobre o tema. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2016, vol.19, n.1, pp.35-44. ISSN 1981-2256.  https://doi.org/10.1590/1809-9823.2016.14122.

Objetivo

Conhecer a percepção dos adultos de meia-idade sobre o processo de envelhecimento e a saúde.

Método

Estudo qualitativo, realizado com 30 adultos com idades entre 45 e 59 anos, sendo 15 do sexo feminino e 15 do masculino, que responderam a questões abertas sobre percepção de saúde e de envelhecimento. Os dados foram analisados a partir da técnica de análise de conteúdo temática.

Resultados

Doze entrevistados tinham ensino fundamental incompleto e três, superior completo; 27 eram casados; cinco, aposentados e 25 exerciam atividades relacionadas à prestação de serviços; 26 eram brancos e 27 pertenciam à classe B. Em relação à percepção de saúde, referiram estar relacionada aos cuidados consigo próprio (bem-estar físico, mental e espiritual), a se manter ativo e ter disposição para viver. Sobre o processo de envelhecimento, já percebiam seus sinais, traduzidos em lentidão para realizar as tarefas diárias; cansaço; dores musculares; dores reumáticas; demora em emagrecer; cabelos brancos; diminuição da visão e da audição; dificuldade em realizar alguns movimentos; sinais na pele e esquecimento. Em relação às ações de proteção, referiram à prática de atividade física, à ingestão de alimentação saudável, ao convívio social e familiar e ter algum tipo de ocupação. Relataram que o maior desejo era chegar à velhice com saúde, independência e boas condições de vida.

Conclusão

Apesar de os dados deste estudo não poderem ser generalizados, são um importante ponto de partida para investigações futuras, pois os resultados apontam preocupações que podem ser minimizadas com programas de apoio ao envelhecimento saudável.

Palavras-chave : Saúde; Envelhecimento; Meia Idade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )