SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue2Ballroom dance: chronic responses on blood pressure in medicated hypertensivesCorrelation between physical activity measured by accelerometry and BMI in adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano

On-line version ISSN 1980-0037

Abstract

SOUSA, Thiago Ferreira de; FONSECA, Silvio Aparecido  and  BARBOSA, Aline Rodrigues. Barreiras para a prática de atividade física no lazer em estudantes universitários. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. [online]. 2013, vol.15, n.2, pp.164-173. ISSN 1980-0037.  https://doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n2p164.

Estimar a prevalência e os fatores sócio-demográficos e de vínculo com a universidade associados às barreiras para a prática de atividade física no lazer; e, analisar a associação entre as barreiras para a prática de atividade física no lazer com a inatividade física no lazer em estudantes universitários. Estudo transversal realizado com uma amostra representativa (n=1.084) de estudantes universitários (N=5.461) de uma instituição pública do Estado da Bahia. As informações foram obtidas por meio do questionário Isaq-A e as barreiras para a prática de atividade física no lazer foram categorizadas em situacionais, pessoais e de recursos e, analisadas em relação aos indicadores sócio-demográficos (sexo, faixa de idade, situação conjugal e carga horária semanal em estágio/trabalho), de vínculo com a universidade (período de estudo e ano de ingresso na universidade) e inatividade física no lazer. As estimativas de associação foram realizadas pela Razão de Prevalências. O valor de significância adotado foi de 5%. A barreira mais referida foi referente à situação (56,7%), sendo a proporção dessa barreira maior em estudantes com mais tempo de vivência acadêmica (p=0,02). Estudantes que perceberam as barreiras relacionadas aos recursos apresentaram maior prevalência de inatividade física no lazer (RP=2,59; IC95%=1,17-5,71). As barreiras situacionais foram as mais prevalentes e mais referidas por estudantes dos anos finais dos cursos, no entanto, as barreiras dos recursos estiveram associadas de forma independente a inatividade física no lazer.

Keywords : Estilo de vida sedentário; Estudantes; Estudos transversais.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License