SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21Comparação entre duas gerações para verificar as alterações morfológicas em atletas de futsal feminino em um período de 10 anosAssociação entre as necessidades psicológicas básicas de autodeterminação e a percepção de coesão de grupo em atletas de futsal de alto rendimento índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano

versão impressa ISSN 1415-8426versão On-line ISSN 1980-0037

Resumo

FREITAS-JUNIOR, Carlos Gilberto de et al. Efeito de diferentes estratégias de treinamento com o uso de coletes de peso sobre a carga interna em atletas de voleibol. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. [online]. 2019, vol.21, e57233.  Epub 30-Maio-2019. ISSN 1980-0037.  https://doi.org/10.5007/1980-0037.2019v21e57233.

O objetivo deste estudo foi comparar a carga interna advinda de diferentes estratégias de treinamento em atletas de voleibol e destes com a planejada pelotreinador. Dezessete atletas masculinos (22,8±2,9 idade), nível universitário nacional, participaram de um período de treinamento, sendo randomizados em três grupos: Treinamento pliométrico com coletes de peso (GCP), treinamento técnico-tático com coletes de peso (GCT) e grupo controle (GC). Os coletes equivaleram à 7,5% da massa corporal (MC) e todos os grupos participaram das mesmas rotinas de treinamento. Foram monitoradasseis semanas de treinamento a partir do método da percepção subjetiva ao esforço da sessão (PSE-sessão). Antes das sessões, o treinador classificou sua estimativa da PSE-sessão com base no planejamento previamente elaborado e após as sessões foi registrada a PSE-sessão de cada atleta para analisar a carga de treinamento semanal total acumulada (CTST-acumulada). A ANOVA “one way” foi utilizado para comparar CTST-acumuladaentre os grupos e para comparar a PSE-sessão dos grupos, em cada sessão, com a predita pelo treinador. Não houve diferença na CTST-acumulada entre os grupos (p<0,05) e apenas na sessão 21 a PSE-sessão do GC foi maior que a predita pelo treinador (p<0,05). Conclui-se que o uso de coletes de peso (7,5% da MC) não alterou as respostas ao treinamento nos atletas analisados, estando a PSE-sessão em consonância com a carga planejada pelo treinador.

Palavras-chave : Aptidão física; Força muscular; Hipergravidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )