SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número2COMPORTAMENTO DE ADESÃO DA MADEIRA DE UM HÍBRIDO CLONAL DE Eucalyptus urophylla × Eucalyptus grandis PROVENIENTE DE TRÊS CONDIÇÕES DE MANEJODETERMINAÇÃO DAS DEFORMAÇÕES RESIDUAIS LONGITUDINAIS DECORRENTES DAS TENSÕES DE CRESCIMENTO EM Eucalyptus spp. índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

GADELHA, Fernando Henrique de Lima et al. RENDIMENTO VOLUMÉTRICO E ENERGÉTICO DE CLONES DE HÍBRIDOS DE Eucalyptus sp. NO POLO GESSEIRO DO ARARIPE, PE. Ciênc. Florest. [online]. 2012, vol.22, n.2, pp.331-341. ISSN 1980-5098.  https://doi.org/10.5902/198050985740.

O presente trabalho teve como objetivo avaliar o rendimento volumétrico e energético produzido por três diferentes clones de híbridos de Eucalyptus sp.: C39 Híbrido de Eucalyptus urophylla (cruzamento natural); C41 Híbrido de Eucalyptus urophylla (cruzamento natural) e C11 Híbrido de Eucalyptus brassiana (cruzamento natural). Para a quantificação do volume de madeira foi utilizado o processo de cubagem rigorosa pelo método de Smalian. A densidade básica da madeira e o poder calorífico foram determinados, respectivamente pelas normas ABNT (1984 e 2003). O consumo de lenha foi obtido por meio do acompanhamento da calcinação da gipsita. O delineamento utilizado no experimento foi o inteiramente aleatório. As produtividades volumétricas de tais clones foram, respectivamente, 158,46, 132,20 e 164,89 m³/ha aos 7,5 anos de idade, apresentando rendimentos durante a calcinação da gipsita de 0,16, 0,10 e 0,13 metros cúbicos de lenha por tonelada de gesso produzida, quando a lenha foi utilizada em forma de toras. Para a lenha em cavacos os rendimentos foram de 0,11, 0,08 e 0,09 metros cúbicos por tonelada de gesso, resultados bem acima dos melhores rendimentos da lenha de vegetação nativa, que são de 0,16 metros cúbicos por tonelada.

Palavras-chave : Polo Gesseiro do Araripe; eucaliptocultura; demanda energética.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )