SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número3TRAJETÓRIA BIOECONÔMICA DOS REGIMES DE MANEJO EM POVOAMENTOS DE Pinus taeda L.MODELAGEM DO INCREMENTO DIAMÉTRICO PARA ÁRVORES INDIVIDUAIS DE Araucaria angustifolia (BERTOL.) KUNTZE índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

VATRAZ, Silvane; SILVA, José Natalino Macedo  e  ALDER, Denis. COMPETIÇÃO VERSUS CRESCIMENTO DE ÁRVORES EM FLORESTA OMBRÓFILA DENSA NO ESTADO DO AMAPÁ - BRASIL. Ciênc. Florest. [online]. 2018, vol.28, n.3, pp.1118-1127. ISSN 1980-5098.  https://doi.org/10.5902/1980509833358.

O objetivo deste trabalho é o de avaliar, comparativamente, diferentes índices de competição independentes da distância (IID) em três dimensões de parcelas, e identificar aqueles que mais se correlacionam com o incremento diamétrico (IPA DAP), indicando o que melhor explica a competição entre as árvores do estrato arbóreo em uma Floresta Ombrófila Densa. Este estudo foi conduzido com dados do Projeto Bom Manejo (Embrapa/CIFOR/ITTO) - Manejo sustentável de florestas de produção em escala comercial na Amazônia brasileira, desenvolvido pela Embrapa Amazônia Oriental, em área da Jari Florestal S.A., município de Vitória do Jari, Estado do Amapá. Foram empregadas três parcelas permanentes de um hectare cada uma (100 m x 100 m), nas quais foram medidos todos os indivíduos arbóreos com DAP ≥ 20 cm. Foram comparados os seguintes IID: G (área basal/ha), BAL (Basal Area of Larger Trees), Glover e Hool e Stage. Os índices de competição foram avaliados a partir de análise dos coeficientes de correlação lineares entre cada índice e a variável IPA DAP (cm ano-1). A significância dos coeficientes de correlação foi avaliada pelo p valor (α = 0,05). Todas as variações de índices testadas resultaram em correlações de até 20%, consideradas muito fracas. Isto indica que os IID conseguem representar apenas parcialmente a competição em florestas naturais tropicais. No entanto, entre os índices, o índice BAL é o IID que apresentou a maior correlação com o IPA DAP (r=-0,212 e p = 0,000) em parcelas de 50 m x 50 m e, portanto, mesmo apresentando uma correlação baixa, é o mais indicado para estudos de competição no crescimento diamétrico em florestas tropicais naturais. Foi detectada uma relação espacial dos IID, em que a correlação diminui com o aumento do tamanho da parcela. Recomendam-se pesquisas adicionais para avaliar os efeitos da competição sobre o crescimento das árvores, bem como o aumento do entendimento de competição intraespecífica e interespecífica, a fim de melhorar a compreensão da dinâmica da competição em florestas tropicais.

Palavras-chave : índices de competição; floresta natural; crescimento em diâmetro; Amazônia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )