SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número4RELAÇÕES BIOMÉTRICAS E AMBIENTAIS NO INCREMENTO DIAMÉTRICO DE Araucaria angustifolia NO PLANALTO SERRANO CATARINENSEAMOSTRAGEM DE DISCOS E USO DE EQUAÇÕES PARA ESTIMAR A DENSIDADE BÁSICA DA MADEIRA EM DIVERSAS FITOFISIONOMIAS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Resumo

FARIAS, Jorge Antonio de et al. DEMANDA DE MADEIRA PARA SERRARIAS E POTENCIAL DE INVESTIMENTO FLORESTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARDO, RS, BRASIL. Ciênc. Florest. [online]. 2018, vol.28, n.4, pp.1604-1614. ISSN 1980-5098.  https://doi.org/10.5902/1980509835126.

O trabalho teve como objetivo geral avaliar a demanda de madeira para as serrarias no Vale do Rio Pardo e, ainda, analisar a viabilidade financeira de implantar uma base florestal que supra a capacidade ociosa de processamento dessa região. O estudo foi desenvolvido na área central do Rio Grande do Sul, abrangendo 13 municípios que compõem a Bacia Hidrográfica do Rio Pardo. Para a obtenção dos dados foram realizadas entrevistas semiestruturadas com proprietários de serrarias da região. Essas foram avaliadas quanto ao seu consumo e capacidade instalada, que, respectivamente, foram de 7.005 m3.mês-1 e 12.330 m3.mês-1, apresentando uma capacidade ociosa na ordem de 63.900 m3.ano-1. O abastecimento de 30.336 m3.ano-1 ocorre através de fornecedores de fora da região. Com isso, verificou-se a necessidade de 1.836 ha para suprir a demanda anual destas serrarias. A substituição da importação de matéria-prima e o incremento da capacidade ociosa seriam responsáveis por gerar 55 empregos nas atividades de produção florestal e 471 empregos na indústria. Conforme análise financeira pelo Método de Monte Carlo, a receita anual gerada pelo empreendimento seria na ordem de R$ 1.756.347,00, correspondente a uma área de colheita estimada em 122,40 ha, distribuída nos municípios da região.

Palavras-chave : desenvolvimento regional; fomento florestal; políticas públicas; economia florestal.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )