SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número3Miniimplantes de liga de titânio para ancoragem ortodôntica: um estudo in vivo de liberação de íon metálicoBiópsias de lesões orais e maxilo-faciais em pacientes pediátricos brasileiros: estudo retrospectivo de 16 anos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Odonto Ciência

versão On-line ISSN 1980-6523

Resumo

GRANVILLE-GARCIA, Ana Flávia et al. Conhecimento de doenças ocupacionais e imunização entre estudantes de saúde. Rev. odonto ciênc. (Online) [online]. 2011, vol.26, n.3, pp.215-221. ISSN 1980-6523.  http://dx.doi.org/10.1590/S1980-65232011000300004.

OBJETIVO: Investigar o conhecimento e as práticas de imunização contra doenças ocupacionais e fatores associados entre estudantes de saúde. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo transversal exploratório, com amostra probabilística composta por 275 universitários dos Cursos de Odontologia, Fisioterapia, Farmácia, Psicologia e Enfermagem. Na coleta de dados utilizou-se entrevista individual com questões relacionadas à cobertura vacinal, ao conhecimento de doenças, a acidentes ocupacionais e fatores sociodemográficos. Os dados foram analisados por testes Qui-Quadrado de Pearson e o Exato de Fisher (a=5%). RESULTADOS: A maioria dos estudantes considerou influenza (65,5%) e hepatite B (58,5%) como doenças ocupacionais. Quase 30% relataram já ter atendido pacientes com doenças infectocontagiosas, principalmente AIDS (7%). O contato com fluidos orgânicos ou a exposição acidental foi relatada por 12,7% dos entrevistados, através de acidente com instrumento perfuro-cortante (34,3%); 88,2% dos acadêmicos apresentaram cobertura vacinal incompleta, sendo a falta de tempo o motivo mais citado (27%). Nenhuma variável mostrou associação significativa com a cobertura vacinal. CONCLUSÃO: O conhecimento dos acadêmicos sobre doenças ocupacionais e a cobertura vacinal foram deficientes, refletindo a necessidade de políticas motivacionais, através de atividades de esclarecimento e ampliação da cobertura vacinal.

Palavras-chave : Cobertura vacinal; estudantes de ciências da saúde; controle de infecção; risco ocupacional.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons