SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3A influência do suporte externo de tornozelo na dinâmica do equilíbrio em atletas de voleibolLactato sanguíneo mínimo de ratos durante teste de natação usando três etapas incrementais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Motriz: Revista de Educação Física

versão impressa ISSN 1415-9805versão On-line ISSN 1980-6574

Resumo

MAZZOCCANTE, Rafaello Pinheiro et al. O período do dia afeta a resposta de pressão arterial de 24 horas para uma sessão aguda de exercício combinado no brasileiro de jiu jitsu atletas. Motriz: rev. educ. fis. [online]. 2015, vol.21, n.3, pp.281-289. ISSN 1980-6574.  https://doi.org/10.1590/S1980-65742015000300009.

O objetivo deste estudo foi comparar o efeito de uma sessão combinada de exercício realizada em diferentes períodos do dia, sobre as respostas de pressão arterial (PA) durante 24h. Limiar anaeróbio (LA) e teste de 12 repetições máximas (12RM) foram avaliados em nove atletas (masculinos) de jiu-jitsu (22,0±3,7 anos; 176,0±5,0 cm; 73,4±9,7 kg; 6,8±2,1 %gordura). Quatro sessões experimentais foram realizadas: exercício resistido + exercício aeróbio [manhã (ManhaE) e tarde (TardeE)] e sessão controle (C) [manhã e tarde]. A sessão da manhã foi realizada 09:00h e a sessão da tarde foi realizada ás 15:00h. O exercício resistido consistiu em três séries a 90% de 12RM em seis exercícios. O exercício aeróbio consistiu em 15min a 90% do LA. PA foi mensurada antes, durante e 1h (Microlife(r) BP3A1C) após a realização dos exercícios em laboratório e 23h durante as atividades diárias com a monitorização ambulatorial da PA (Dyna-MAPA(r)). Ao analisar os valores da área abaixo da curva (AAC) indicaram reduções significativas nos parâmetros de pressão arterial em vários pontos de tempo durante o período de acompanhamento de 24 horas. Para a PA sistólica (PAS), observaram-se valores significativamente mais baixos após a sessão realizada pela manha em comparação a sessão controle na vigília (ManhaE: 1756,2±100,8 vs. C: 1818,2±84,3 mmHg*15h; p< 0,05) e 24h-total (ManhaE: 2695,8±143,3 vs. C: 2784,1±143,2 mmHg*24h; p< 0,05). Nas 24h-total também ocorreu diferença na PA média (PAM) (ManhaE: 2015,7±121,2 vs. C: 2087,3±153,8 mmHg*24h; p< 0,05). Houve uma diferença significativa na AAC no período de sono na PAS (TardeE: 883,6±27,0 vs. C: 965,2±67,9 mmHg*9h; p < 0,05), PA diastólica (PAD) (TardeE: 481,4±30,9 vs. ManhaE: 552,9±34,2 e C: 562,1±52,3 mmHg*9h; p< 0,01) e PAM (TardeE: 651,9±22,4 vs. ManhaE: 708,7±43,1 e C: 726,9±64,7 mmHg*9h; p< 0,01). O exercício combinado realizado em diferentes períodos do dia contribuiu distintamente na redução da PA. A sessão ManhaE foi importante na redução da PAS e PAM nas 24h totais de monitorização e a sessão TardeE mais importante na redução da PAS, PAD e PAM no sono de atletas de jiu-jitsu.

Palavras-chave : exercício combinado; hipotensão; resposta cardiovascular.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )