SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número4Avaliação da deposição atmosférica de metais e dos parâmetros físico-químicos de um sistema de captação de águas pluviais no Rio de Janeiro Brasil, por meio de uma análise estatística multivariadaConcentração de nutrientes e estado trófico de três lagos andinos em Junín, Peru índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ambiente & Água

versão On-line ISSN 1980-993X

Resumo

OLIVER, Sofia Lizarralde; IKEFUTI, Priscilla Venâncio  e  RIBEIRO, Helena. Florações de cianobactérias e variáveis atmosféricas, uma contribuição no escopo da saúde ambiental. Rev. Ambient. Água [online]. 2020, vol.15, n.4, e2523.  Epub 27-Jul-2020. ISSN 1980-993X.  https://doi.org/10.4136/ambi-agua.2523.

A urbanização de bacias hidrográficas contribui para a eutrofização antropogênica dos corpos d’água, levando à proliferação de algas tóxicas como as cianobactérias. Há um padrão característico de sazonalidade nas florações de algas e das comunidades de cianobactérias, apesar destas algas estarem presentes, ou mesmo dominantes, na maior parte do ano, trazendo problemas práticos associados com a grande biomassa de cianobactérias e suas potenciais ameaças à saúde. O aumento de concentrações de toxinas originárias destas algas, as cianotoxinas, na água de reservatórios de abastecimento expõe a população a sérios riscos, uma vez que elas não são removidas por tratamento convencional ou filtragem. O principal objetivo deste estudo foi analisar as possíveis associações entre os elementos do clima e a biomassa de cianobactérias na represa Guarapiranga, localizada na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil. A variáveis meteorológicas foram estudadas exclusivamente em relação à biomassa de cianobactérias, a fim de verificar a influência do tempo e do clima neste sistema complexo e prover dados para a modelagem para futuros cenários de mudanças climáticas. Com esse propósito, dados de contagem de cianobactérias, do período 2010 a 2016, agrupados por mês, foram usados em associação às variáveis atmosféricas. A irradiação e a pluviosidade total foram as variáveis que apresentaram as correlações mais fortes com as florações, explicando 30% dos casos de proliferação de cianobactérias no ponto de coleta GU 101. Apesar da notável influência da sazonalidade climática nas florações de algas, ela não é homogênea, dependendo da localização e da espécie estudada.

Palavras-chave : alteração climática; cianobactéria; saúde ambiental.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )