SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número3TRABALHO, EDUCAÇÃO E JUVENTUDES: DIÁLOGO COM O PENSAMENTO SOCIAL DE CHRISTIAN LAVAL E PIERRE DARDOTO ENSINO DE FONOAUDIOLOGIA NO BRASIL: RETRATO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Trabalho, Educação e Saúde

versão impressa ISSN 1678-1007versão On-line ISSN 1981-7746

Resumo

ARENHART, Carlos Guilherme Meister; GOMES, Ludmila Mourão Xavier; RIBEIRO, Elisete Maria  e  BARBOSA, Thiago Luis de Andrade. PROGRAMA MAIS MÉDICOS EM MUNICÍPIO DE FRONTEIRA INTERNACIONAL E OS DESAFIOS DA GESTÃO EM SAÚDE. Trab. educ. saúde [online]. 2019, vol.17, n.3, e0021345.  Epub 04-Jul-2019. ISSN 1981-7746.  http://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sol00213.

A cooperação técnica entre os países latino-americanos tem promovido grandes debates no campo da saúde coletiva e na consolidação da gestão do trabalho no Sistema Único de Saúde. Objetivou-se compreender as concepções de gestores da Atenção Primária à Saúde de um município em região de fronteira - historicamente distante do movimento da reforma sanitária brasileira - sobre a implantação do Projeto Mais Médicos. Trata-se de um estudo qualitativo, fundamentado na hermenêutica-dialética, de abordagem exploratória, realizado na região de fronteira trinacional entre Brasil, Paraguai e Argentina. Foram realizadas entrevistas abertas, gravadas, transcritas e analisadas de forma interpretativa e dialética no âmbito empírico-conceitual. No entendimento das gestoras, o Projeto contribuiu para a manutenção da oferta de serviços na Atenção Primária local, e é um caminho para a garantia de prestação da assistência médica em município de região fronteiriça. O Projeto também colaborou para a corresponsabilização pelo cuidado. Observou-se movimento dialético no atributo longitudinalidade e também nas dificuldades de operacionalizar o binômio gestão-planejamento, demonstrando contradição nas práxis operacionais dos serviços. Conclui-se que, para as gestoras entrevistadas, o Projeto mostrou-se importante estratégia de gestão do trabalho em saúde, conquanto haja um nó crítico baseado no pontual período de permanência destes profissionais nas equipes da Atenção Primária.

Palavras-chave : cooperação internacional; organização e administração; atenção primária à saúde.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )