SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22IDENTIDADE DOCENTE: PERCEPÇÕES DE PROFESSORES DE BIOLOGIA INICIANTESO USO DE AUDIOVISUAIS PROBLEMATIZADORES NO PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO TEMÁTICA COMO MEIO PARA OBTENÇÃO DO TEMA GERADOR índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte)

versão On-line ISSN 1983-2117

Resumo

MASSONI, NEUSA TERESINHA  e  MOREIRA, MARCO ANTONIO. DAVID BLOOR E O “PROGRAMA FORTE” DA SOCIOLOGIA DA CIÊNCIA: UM DEBATE SOBRE A NATUREZA DA CIÊNCIA. Ens. Pesqui. Educ. Ciênc. (Belo Horizonte) [online]. 2020, vol.22, e10625.  Epub 03-Jun-2020. ISSN 1983-2117.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-21172020210120.

Este texto apresenta uma visão introdutória à sociologia do conhecimento de David Bloor, chamando a atenção a que o debate (sociológico ou não) em torno da natureza da ciência não terminou e que, nesta visão, a sociologia assume uma característica comum à própria ciência, isto é, não tem perguntas nem respostas finais. São abordados os quatro princípios-fundamentais do que Bloor chama de “programa forte” da sociologia do conhecimento, segundo o qual ela deve ser causal, imparcial, simétrica e reflexiva. Além desses princípios, são discutidas as posições de Bloor em relação a conceitos como empirismo, verdade e realidade, experiência e crença, e epistemologias como as de Popper, Kuhn, Durkheim e Latour. Algumas implicações desta visão para a educação científica são também discutidas.

Palavras-chave : Sociologia do conhecimento; Programa forte; Natureza da ciência.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )