SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número3PERMANÊNCIA DA EFETIVIDADE DA ÁGUA NA ZONA DE RAÍZES NO BIOMA CAATINGALINHAGENS DE TILÁPIAS DO NILO SUBMETIDAS À DIFERENTES DENSIDADES DE ESTOCAGEM NA LARVICULTURA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Caatinga

versão impressa ISSN 0100-316Xversão On-line ISSN 1983-2125

Resumo

PESSOA, MAURÍCIO NOGUEIRA DA CRUZ; VIDAL, JULIANA MARIA ADERALDO; SILVA, UGO LIMA  e  MENDES, PAULO DE PAULA. CULTIVO DO CAMARÃO MARINHO, SOB DIFERENTES DENSIDADES DE ESTOCAGEM E ALIMENTAÇÃO, EM ÁGUAS OLIGOHALINAS. Rev. Caatinga [online]. 2016, vol.29, n.3, pp.700-708. ISSN 1983-2125.  https://doi.org/10.1590/1983-21252016v29n321rc.

O cultivo do Litopenaeus vannamei vem sendo ampliado nas áreas interioranas, fazendo uso de águas com baixa salinidade. As técnicas de cultivo em águas costeiras já estão bastante desenvolvidas, porém em condições de baixa salinidade são necessários vários estudos, como a composição iônica ideal da água e seus efeitos sobre os índices zootécnicos. O Brasil tem adotado essa estratégia e o semiárido surge como uma região de grande potencial, já que dispõe de clima e condições hídricas favoráveis. Desta forma, cultivos experimentais foram realizados no município de Serra Talhada - PE, com o objetivo de avaliar a influência de duas estratégias de alimentação (com e sem ração) e três densidades de cultivo (5, 10 e 15 camarões.m-2), nas variáveis de produção dessa espécie. Para tanto foram utilizados três viveiros escavados de 280 m2, onde foram instalados seis cercados de telas medindo 20 m2. A estocagem foi realizada com juvenis de 8,53 g, o cultivo teve duração de 50 dias e os animais foram alimentados duas vezes por dia com ração comercial, contendo 25% de proteína bruta, monitorada a qualidade da água (salinidade±1,0 g.L-1; temperatura ± 28,09ºC; pH ± 8,48; entre outros) e crescimento dos camarões durante o cultivo, com biometrias semanais. Foi detectada diferença significativa apenas no tratamento sem ração com 15 camarões.m-2, o peso médio final entre todos os tratamentos variou de 13,16±1,33 g a 15,50±1,66 g. As taxas de sobrevivências foram melhores nos tratamentos com ração, a variação entre os tratamentos foi de 60,56±6,76% e 83,00±4,00%.

Palavras-chave : Litopenaeus vannamei; Baixa salinidade; Semiárido.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )